Processo pode atrapalhar saída de Churín do Paraguai

Processo pode atrapalhar saída de Churín do Paraguai

Em tratativas avançadas com atacante, Grêmio diz desconhecer situação

Correio do Povo

Churín está próximo de ser anunciado pelo Grêmio

publicidade

Próximo de ser anunciado pelo Grêmio, o atacante Diego Churín, atualmente no Cerro Porteño, do Paraguai, poderá ter sua saída do país dificultada por um imbróglio judicial envolvendo o jogador e sua ex-contadora, Patricia González.

Segundo o jornal paraguaio UltimaHora, em outubro do ano passado, Churín e seu colega de equipe Hernán Novick denunciaram Patricia por terem supostamente sido enganados no pagamento de seus impostos em 2017. Advogado da contadora, que foi acusada pelo Ministério Público, Óscar Tuma planeja mover ação contra ambos atletas por "falsas denúncias e má-fé", uma vez que o processo ainda não foi concluído.

Exigindo que o atacante se submeta à justiça do Paraguai, Tuma garante que irá tentar impedir Churín de cruzar a fronteira. “Vamos buscar as ferramentas para evitar que Diego Churín saia do país. Você não pode sair do país sem reparar os danos causados pela falsa reclamação contra a contadora, que hoje é minha cliente”, disse em entrevista à Rádio Uno 650 AM, de Assunção. 

“O povo do Grêmio também tem interesse em saber o que está acontecendo”, disparou o advogado. Contatado, o departamento jurídico do Grêmio disse desconhecer o assunto.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895