capa

Renato fala em novo posicionamento para Tardelli e direção nega saída

Técnico conversou com jogador e definiu que não irá utilizá-lo pelas pontas

Por
Correio do Povo e Rádio Guaíba

Diego Tardelli treinou no comando do ataque durante a intertemporada

publicidade

O futuro de Diego Tardelli no Grêmio passa pelo comando de ataque ou pelo meio-campo. Pelo menos foi isso que o técnico Renato Portaluppi deixou claro ontem em entrevista coletiva após o empate com o Bahia pela Copa do Brasil. Fora da partida em virtude de uma gastroenterite, a ausência da principal contratação do Tricolor no ano alimentou rumores de uma insatisfação e um desejo de sair do clube. Tudo devidamente negado pela direção gremista. Até agora, Tardelli participou de 15 jogos do clube gaúcho na temporada e marcou apenas dois gols – os dois contra o Juventude.  

Segundo o repórter Rafael Pfeiffer, da Rádio Guaíba, o jogador estaria insatisfeito pela falta de oportunidades, pelo desejo de Renato Portaluppi de utilizá-lo atuando pelo meio e por não ter conseguido se readaptar ao futebol brasileiro. O diretor de Futebol do Grêmio, Alberto Guerra, alegou desconhecer esse sentimento do atleta. “Nada chegou para a diretoria de que ele está insatisfeito ou quisesse sair de Porto Alegre. Não tem proposta nenhuma. Ou algo concreto que nos faça pensar que existe alguma coisa além de uma possível insatisfação técnica por não jogar”, afirmou o dirigente.

O dirigente ainda lembrou que os atletas profissionais sentem muito quando ficam sem oportunidades. “No futebol, você sempre têm 11 satisfeitos e outros 22 que não estão. O que é natural de quem quer competir, entrar em campo e de quem tem o tamanho que tem o Tardelli. Isso é uma questão técnica que compete ao Renato (Portaluppi). Escolher e administrar essas insatisfações técnicas”.

Posicionamento

Renato, por sua vez, destacou uma decisão tomada durante os trabalhos da intertemporada. “Testei o Tardelli por dentro e não me agradou. Nem ele, nem o Luan (atuando na função). Por isso, voltei com o atacante de área. Então, optei pelo André”, afirmou. “A idade chega para todo mundo. Ele (Tardelli) tem uma qualidade muito grande, mas toda a vez que coloco ele pelo lado, pega um lateral que apoia bastante, não consegue acompanhar. Se acompanha, não tem a força e a juventude de chegar para atacar o adversário”, disse.

Segundo o treinador, o atacante teria recebido bem a mudança na forma de utilizá-lo. “Conversei com ele, expliquei e ele entendeu. Por isso, procurei usá-lo por dentro (durante a intertemporada), pois quando a bola chegar, estará com mais força. Não vai precisar correr atrás do adversário”, completou.

O Grêmio volta aos treinamentos nesta quinta-feira, às 15h. Na oportunidade, Renato Portaluppi saberá quais os jogadores que poderá utilizar no sábado, contra o Vasco da Gama, às 17h, na Arena, em jogo válido pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro.