Renato lamenta pênaltis e derrota para o Santos em "erros infantis"

Renato lamenta pênaltis e derrota para o Santos em "erros infantis"

Treinador afirmou que tem conversa recorrente com o time sobre marcação dentro da área

Correio do Povo

Técnico também afirmou que faltou sorte em chute de Maicon no final da partida

publicidade

Dois gols de pênalti garantiram a vitória do Santos sobre o Grêmio neste domingo e levaram o técnico Renato Portaluppi a lamentar o revés “em erros infantis” da dupla de zaga Paulo Miranda e David Braz, que substituem Kannemann e Geromel. Eles foram os responsáveis pelos lances que resultaram nos tentos de Marinho e no placar de 2 a 1 para o Peixe. “Todos os jogos são difíceis, todo mundo quer ganhar. Cometemos erros infantis que proporcionaram a derrota. É um papo que já tive e vou continuar tendo com o meu grupo entre quatro paredes. Não começamos bem e conseguimos chegar ao empate, estávamos melhor no momento mais infelizmente tomamos um gol de pênalti novamente”, disse o treinador.

Veja Também

Questionado sobre o retorno da dupla titular, afastada por conta de teste positivo para Covid-19, disse que é preciso discutir a questão com os atletas. “Em primeiro lugar, a gente precisa conversar para ver como estão se sentindo. Já fizeram uns três, quatro treinos, mas estavam ainda cansados. Amanhã a tarde temos o nosso treino e vou conversar com os dois jogadores”, disse. Será após as atividades que o comandante vai definir a equipe que começa o duelo contra o Botafogo, na quarta-feira, a partir das 19h15min.

Renato ainda considerou que faltou sorte ao time em lance de Maicon, já nos acréscimos, e explicou o porquê do camisa 8 não começar jogando. “Não está 100% na parte física. Temos conversado bastante para que ele possa adquirir confiança total quanto à lesão dele”.

Por conta disso, o Tricolor entrou em campo com Lucas Silva, Robinho e Thaciano. “O meio de campo é o que eu achei ideal, porque o Thaciano estava afastado um pouco das pretensões do grupo, estava para ser negociado com o Santos. No momento em que voltou, sempre nos ajudou”, disse, defendo sua manutenção entre os 11 iniciais.

Diogo Barbosa

Último nome a se juntar à equipe, contratado por cerca de R$ 10 milhões, o lateral-esquerdo Diego Barbosa começou novamente no banco. Renato começou o jogo com Bruno Cortez na posição. “Foi opção, tenho procurado trocar nas laterais para descansar já que a cada três dias temos jogo, viagem. Isso faz com o jogador fique cansado. E já perdi jogadores por isso. Estamos tentando todos os cuidados para não perder nesse sentido. Tenho dois bons laterais na esquerda e dois na direita”, finalizou.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895