STJD nega recurso do Grêmio para a volta da torcida aos jogos

STJD nega recurso do Grêmio para a volta da torcida aos jogos

Desde o dia 3 de novembro, o Tricolor atua de portões fechados na Arena devido à invasão de torcedores na derrota para o Palmeiras

Correio do Povo

Na ocasião, torcedores invadiram o gramado e atacaram a cabine do VAR

publicidade

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol (STJD) negou, nesta quinta-feira, recurso de efeito suspensivo protocolado pelo Grêmio para anular a decisão que barrou a presença de torcedores na Arena em virtude das confusões ocorridas após a derrota para o Palmeiras, na 29ª rodada. Com a decisão, o Tricolor segue sem poder contar com o apoio das arquibancadas tanto para o próximo confronto fora de casa, no sábado, contra a Chapecoense, quanto para o confronto diante do Flamengo, na Arena, no dia 23, em partida atrasada da 2ª rodada.

Veja Também

O departamento jurídico, no entanto, segue trabalhando para buscar alternativas que possam ser adotadas, já que a tendência é o clube jogar sem público até que ocorra o julgamento do episódio de invasão de campo, o qual ainda não tem data definida. 

Torcedores gremistas estão se mobilizando no Oeste Catarinense para ir ao jogo contra a Chapecoense, na Arena Condá. Os mesmos estariam adquirindo os bilhetes para a partida e organizando a entrada no estádio com camisetas brancas. Dessa forma, não seriam barrados. O Grêmio tem um grande número de torcedores na cidade de Chapecó e região.

Desde o dia 3 de novembro, o Grêmio não pode contar com torcedores em suas partidas dentro ou fora da Arena. A medida vale até o julgamento da invasão de torcedores no gramado, na partida que ocorreu no dia 31 de outubro. Os gremistas conseguiram acessar o campo e entraram no túnel do vestiário sendo contidos pela Brigada Militar. Na ação, os invasores partiram para cima da cabine do VAR, desmontando o equipamento e atirando a tela da TV no chão.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895