Tardelli "precisa dar a resposta, dizer que quer ficar" no Grêmio, enfatiza Romildo
capa

Tardelli "precisa dar a resposta, dizer que quer ficar" no Grêmio, enfatiza Romildo

Presidente frisou que "bola está com o jogador" em dar a resposta esperada pelo investimento

Por
Correio do Povo

Atacante participou normalmente dos treinos de meio de temporada, mas depois não foi escalado

publicidade

O presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Jr, deixou com Diego Tardelli a responsabilidade de voltar a atuar com a camisa tricolor. Em entrevista após a vitória sobre o Vasco, neste sábado, ele não foi claro sobre o problema do atleta, mas frisou que o clube fez "tudo que podia ser feito" na questão. "O atleta precisa dar a resposta, dizer que quer ficar", enfatizou o dirigente.

"Se não quiser permanecer, não vamos segurar ninguém", acrescentou Romildo. "A bola está com o jogador, que precisa nos dar essa resposta. Ele precisa se ajudar e dizer 'quero ficar e vou assumir meu papel de importância'", salientou o presidente gremista

Romildo salientou que, no momento, não recebeu ofertas para o jogador sair de Porto Alegre. "A questão é comportamento. Que ele diga para a gente o que efetivamente quer fazer no Grêmio. Eu desconheço qualquer proposta. Espero que ele diga se tem algo", ponderou. "Eu conversei com ele, pessoalmente, na semana passada", acrescentou o presidente. "Na nossa conversa, pareceu que quer ficar."

O atacante já ficou fora em duas partidas, na retomada após a Copa América. Contra o Bahia, a justificativa foi uma gastroenterite. Contra o Vasco, não foi relacionado por Renato Portaluppi.