Tempo vira aliado do Grêmio para retomar o alto nível

Tempo vira aliado do Grêmio para retomar o alto nível

Renato muda o discurso e admite que há rumos a serem corrigidos até a final da Copa do Brasil

Rafael Peruzzo

Tempo vira aliado do Grêmio para retomar o alto nível

publicidade

O Grêmio está a 23 dias do primeiro jogo contra o Palmeiras na decisão da Copa do Brasil. Um período de tempo considerado satisfatório para um time que precisa reencontrar seu melhor futebol, voltar a vencer e retomar a confiança antes do principal desafio da temporada. Renato Portaluppi, que desagradou grande parte da torcida com um discurso que não refletia a realidade da equipe dentro de campo, mudou a postura. Depois do empate em 3 a 3 com o Santos, na quarta-feira,otreinador deixou de lado frases como “está tudo certo no Grêmio” para adotar o "precisamos melhorar”.

O desempenho diante do Santos foi animador, ao menos em parte do jogo. Renato fez Jean Pyerre jogar mais adiantado, próximo dos atacantes, e Pepê teve liberdade para flutuar no setor ofensivo, não se limitando a ficar no lado esquerdo. O problema recorrente é não conseguir manter o rendimento em um nível elevado na maior parte dos 90 minutos em uma partida. “O que eu mais bato na tecla com o grupo é isso, focar nos 90 minutos. Esse tema precisamos melhorar”, afirma Renato. Houve evolução na comparação com jogos recentes. Mas ainda é pouco para quem objetiva o título da Copa do Brasil.  “Eu sei onde estamos errando, converso sempre com os jogadores, a gente vem treinando para corrigir. Sem dúvidas precisamos melhorar para a final da Copa do Brasil”, admite o treinador. 

Veja Também

A equipe que iniciou a partida contra o Santos, salvo algum problema de lesão, é a que deve encarar o Palmeiras no dia 23. Os próximos jogos do Campeonato Brasileiro, além de serem importantes para o Grêmio buscar ao menos uma vaga na préLibertadores, também surgem como uma oportunidade para Renato dar entrosamento e fazer eventuais mudanças. A zaga sofreu dez gols nos últimos quatro jogos e preocupa. Rodrigues tem sido o titular, mas Paulo Miranda e David Braz vão entrar na disputa para jogar ao lado de Kannemann. “Vamos treinar para que a equipe seja outra nos próximos jogos do Campeonato Brasileiro e, principalmente, na Copa do Brasil”, projeta Renato.

Jogo na segunda-feira 

O Grêmio volta a jogar na segunda-feira, quando enfrenta o Botafogo, no Rio de Janeiro, pela 35ª rodada do Brasileirão. Victor Ferraz e Diego Souza, que levaram o terceiro amarelo na quarta-feira, estão fora. Vanderson entra na lateral-direita. No ataque, a expectativa é pelo retorno do argentino Churín, que está se recuperando de lesão.

O Tricolor não vence há sete rodadas e vem despencando na tabela. Se não conseguir figurar no grupo das equipes que vão à Libertadores da América via Campeonato Brasileiro, ficará na obrigação de vencer a Copa do Brasil. O Grêmio disputou as últimas cinco edições da principal competição sul-americana e não fica fora desde 2015.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895