Tetê se despede do Grêmio e diz que espera voltar
capa

Tetê se despede do Grêmio e diz que espera voltar

Jogador acertou transferência para o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, nessa segunda-feira

Por
Correio do Povo e Rádio Guaíba

Tetê concedeu entrevista coletiva nesta segunda

publicidade

O atacante das categorias de base do Grêmio Tetê concedeu entrevista coletiva após acertar a sua transferência  para o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, nesta segunda-feira. De acordo com o atleta, de 18 anos, o sonho de jogar na Europa acabou chegando antes da estreia profissional no Grêmio. “Falei para o meu empresário que meu sonho vai ser realizado. Não é um adeus, é um até logo. Daqui dez anos quem sabe a gente possa voltar e se encontrar novamente”, declarou durante entrevista coletiva nesta segunda. 

• Conheça mais sobre o atacante Tetê 

Tetê lamentou que não teve a chance de jogar pelo time principal do Grêmio, mas ressaltou a importância da sua ida ao Shakhtar Donetsk: “Foi um passo muito importante na minha vida. Acredito que foi pelo que fiz na base, na Copa São Paulo e na Copa RS. No momento que eu fui convocado para a Seleção sub-20, eu criei uma expectativa de que quando eu voltasse eu teria que voltar no elenco principal do Grêmio. Quando eu fiquei sabendo que isso não iria acontecer agora em 2019 eu fiquei muito triste”.

Sobre a possibilidade de ser titular no Shakthar, o jovem está confiante: “Eu vou trabalhar no dia a dia com eles e vai depender só de mim. Espero poder estrear na equipe principal ainda este ano”. 

Inspiração e investimento

O atacante destacou as suas habilidades no campo como a velocidade, habilidade e o poder de decisão de jogo muito alto, e que se inspira no amigo e companheiro de clube, Everton. “Ele é um jogador de grande poder ofensivo, fora da curva e que trabalha muito. Por isso que está dando certo. Ele trouxe muitos títulos para o Grêmio e ainda vai trazer mais”, afirmou. 

Pensando não só em questões profissionais, Tetê também espera que o dinheiro da negociação seja investido no CT Hélio Dourado, do qual criticou o estado do gramado e vestiário. “Eu não aceito um time como o Criciúma ter um CT melhor que o do Grêmio.” Tetê viaja ainda nesta segunda-feira, onde desembarca em São Paulo antes de seguir para Ucrânia para realização de exames médicos. 

O atleta relembrou a sua passagem no Grêmio em um post no Instagram onde declarou que vai sentir saudades. 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Aqui eu aprendi a ser quem sou. Foram mais de 10 anos dentro do clube que amo, em busca do meu grande sonho. Aqui acertei, errei, evolui, fiz amigos para vida toda e acima de tudo, cresci. São memórias que irão deixar muita saudade, os gols em Grenais (e não foram poucos), os jogos decisivos e os títulos conquistados pela categoria de base. Infelizmente, não consegui realizar meu maior sonho: jogar como profissional do Grêmio na Arena. Tenho certeza que isso ainda irá acontecer. Hoje me despeço, momentaneamente, como um homem e não mais o menino que chegou no clube aos 8 anos. Neste momento, gratidão é a palavra certa. Quero agradecer ao Grêmio por tudo que me proporcionou na vida, sem o clube, tenho certeza de que não seria quem sou hoje. Agradecer a todas as pessoas que estiveram comigo desde pequeno. Os companheiros, técnicos, membros de comissão, diretoria e todos profissionais que participaram da minha trajetória. Tenho certeza que este não é um adeus definitivo, e sim, um até logo. Sempre levarei o Grêmio e o carinho da torcida gremista no meu coração. Quem sabe, não seja Deus escrevendo certo por linhas tortas? Um dia volto, para cumprir meu grande sonho que é vestir o manto Tricolor como profissional. Até lá, sigo como vocês, mais um torcedor gremista apaixonado, que sabe o que é amar e vibrar com essa camiseta.

Uma publicação compartilhada por Tetê 🌪 (@furacaotete) em