Tiago Nunes elogia entrega de jogadores do Grêmio e critica gramado

Tiago Nunes elogia entrega de jogadores do Grêmio e critica gramado

Em jogo pouco movimentado, Tricolor empatou em 0 a 0 com o Brasiliense e avançou às oitavas da Copa do Brasil

Correio do Povo

Treinador voltou a comandar o Tricolor nesta quinta-feira

publicidade

De volta após período isolado com a Covid-19, o técnico Tiago Nunes enalteceu a classificação do Grêmio para as oitavas de final da Copa do Brasil e a entrega dos atletas. Apesar do desempenho ruim, o Tricolor não correu riscos e empatou por 0 a 0 com o Brasiliense, nesta quinta-feira, em Brasília, no estádio Boca do Jacaré, e se garantiu na próxima fase. 

“A gente enfrentou jogadores experientes, grande porte físico e tivemos que nos adaptar ao gramado em péssimas condições. Estou satisfeito com o que os atletas fizeram, principalmente pelo luta e entrega", pontuou. “Qualquer avaliação mais técnica fica comprometida por conta do cenário que encontramos aqui", defendeu, ao criticar o gramado.

Discreto no jogo, o meia Jean Pyerre foi substituído logo no começo da segunda etapa pelo atacante Luiz Fernando. O comandante defendeu que as condições do gramado também prejudicaram o estilo de jogo do atleta: “O Jean competiu, se doou, marcou muito. Se tem uma expectativa muito alta e temos que saber que ele ainda vai se adaptar. Hoje aqui ele não teve condições do jogo curto, da troca de passes no chão que lhe agrada”, disse. 

O comandante optou por iniciar a partida com dois meio-campistas de maior marcação - Lucas Silva e Thiago Santos. Ele entende que ambos fazem funções diferentes no campo. “São jogadores que têm condições de jogar juntos sim, tem que dar confiança para os jogadores, tranquilidade para eles trabalharem bem. Principalmente para colhermos frutos depois.” 

Agora, o Tricolor volta para Porto Alegre, onde enfrenta o Athletico Paranaense, na Arena, às 16h. Existe a expectativa pela estreia de Douglas Costa. Segundo o treinador gremista, “a situação será avaliada com os médicos”. 

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895