Holanda bate Macedônia do Norte e vai às oitavas como líder do Grupo C
patrocinado por

Holanda bate Macedônia do Norte e vai às oitavas como líder do Grupo C

Equipe se classificou com 100% de aproveitamento

AFP

Memphis Depay fez 2 gols na vitória por 3 a 0

publicidade

A Holanda venceu a Macedônia do Norte por 3 a 0, nesta segunda-feira, e se classificou de forma invicta e com 100% de aproveitamento para as oitavas de final da Eurocopa 2020. Na partida disputada na Arena Johan Cruijff, em Amsterdã, os gols dos donos da casa foram marcados por Memphis Depay (duas vezes, 24 e 58) e Georginio Wijnaldum.

No primeiro gol, o atacante Malen puxou contra-ataque e tabelou com Depay, que invadiu a área adversária para finalizar de esquerda. Já na segunda etapa, foi a vez de Wijnaldum brilhar. Após um erro dos macedônios, Berghuis pegou a bola e tocou para Depay, que invadiu a área e serviu para o novo jogador do Paris Saint-Germain empurrar para o fundo das redes.

O capitão da equipe holandesa voltou a marcar após aproveitar uma rebatida do goleiro Dimitrievski, que não segurou um chute de Depay. Com estes gols, Wijnaldum se tornou um dos maiores artilheiros da seleção da Holanda, com 25, ao lado Rafael van der Vaart, e também está entre os goleadores desta edição da Euro, com 3.

A partida também marcou a despedida da seleção macedônia do atacante Goran Pandev. Ao ser substituído no minuto 69, seus companheiros formaram uma fila e aplaudiram o jogador do Genoa, que teve uma passagem marcante pela Inter de Milão.

Com esta vitória, os holandeses terminam a primeira fase da Euro com três vitórias e a liderança da chave com nove pontos, três a mais que a Áustria, também classificada às oitavas após a vitória por 1 a 0 sobre a Ucrânia, que fica em terceiro. Já a Macedônia do Norte se despede da competição com a lanterna e sem ter pontuado.

Agora, a seleção da Holanda vai disputar as oitavas de final no próximo domingo, na Arena Puskás, em Budapeste, contra um dos terceiros melhores colocados (do Grupo D, E ou F).

Veja Também

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895