Imagens do VAR serão exibidas para telespectadores a partir do returno do Brasileirão
capa

Imagens do VAR serão exibidas para telespectadores a partir do returno do Brasileirão

De acordo com os números apresentados pela CBF, o índice de acertos em “lances capitais” com o uso do VAR é de 98%

Por
R7

Em média, no Brasil se leva 1 minuto e 54 segundos para tomar uma decisão com o VAR

publicidade

Em evento realizado nesta segunda-feira, o chefe de arbitragem da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Leonardo Gaciba concedeu entrevista para fazer um balanço sobre o Árbitro assistente de vídeo (VAR) no Campeonato Brasileiro e anunciou que o telespectador poderá assistir às imagens em análise. A mudança será implementada na 20° rodada, ou seja, a primeira do returno. "O público terá ciência do motivo pelo qual o árbitro está tomando ou mudando uma decisão. O torcedor estará vendo o que ele está enxergando no seu monitor”, afrimou Gaciba.

A entidade confirmou também que já existem conversas com os clubes para estes lances serem passados no telão, para que o público no estádio acompanhe e tenha o entendimento das decisões tomadas. De acordo com os números apresentados pela CBF, o índice de acertos em “lances capitais” com o uso do VAR é de 98%. Já sem o recurso, esta porcentagem diminui para 77,4%. O chefe de arbitragem disse que até a 14ª rodada do Campeonato Brasileiro do ano passado, foram 88 erros em “lances protocolares”. No atual campeonato, até a 14ª rodada, foram apenas dez.

Foram 69 mudanças nas decições em 139 jogos neste Campeonato Brasileiro. Sendo 15 impedimentos corrigidos para gol; 20 penalidades marcadas após a revisão e sete desmarcadas; três gols anulados por toque de mão; oito gols validados anulado por impedimento; cinco cartões vermelhos aplicados após a revisão e dois retirados; três erros de identificação corrigidos; dois adiantamentos de goleiros em pênaltis; e quatro faltas de ataque. Em média, no Brasil se leva 1 minuto e 54 segundos para tomar uma decisão, período bem acima do pedido pela FIFA, que é 1 minuto e 15 segundos.

Campanha de respeito à arbitragem

Durante o evento, a CBF lançou a campanha "Respeito: Essa é a Regra do Jogo", buscando fomentar o respeito e a tolerância ao trabalho dos árbitros e auxiliares de futebol durante os jogos no Brasil. Em discurso durante o lançamento da campanha, o presidente da entidade, Rogério Caboclo, destacou o quão fundamental é construir tal cenário. "Não é apenas pelo respeito à arbitragem. É, sobretudo, pelo respeito às regras e ao futebol. Nosso objetivo final é um melhor espetáculo, com menos cartões por reclamação, menos paralisações e mais justiça. Acima de tudo, é entendermos que todos os protagonistas do futebol merecem respeito. Todos que entram no campo, entram para fazer o melhor", disse.

A iniciativa segue uma tendência mundial de valorização do papel da arbitragem e de respeito aos seres humanos por trás das funções. Os árbitros passarão a usar um escudo da campanha no peito durante as partidas do Campeonato Brasileiro. Antes da bola rolar, os dois capitães serão chamados para receber orientações da equipe de arbitragem. Em dois jogos por rodada, este momento será acompanhado pelo canal responsável pela transmissão em TV fechada, com um backdrop específico. "É uma campanha de conscientização dirigida a todos os que fazem parte do mundo do futebol. Quem está em campo ou assiste nos estádio, quem faz o futebol por dentro:  jogadores, técnicos, dirigentes e torcedores", frisou o Caboclo.