Inter e Grêmio intensificam planos para a retomada das competições

Inter e Grêmio intensificam planos para a retomada das competições

Governo do Estado cogita o retorno do Gauchão até o fim do mês e CBF confirma início do Brasileirão em 9 de agosto

Fabrício Falkowski

Governo do Estado cogita a possibilidade de liberar o retorno do Gauchão até o final do mês

O coronavírus segue avançando, lotando hospitais e matando centenas todos os dias no Brasil, mas o futebol se mexe para voltar. Na noite de sexta, logo após anunciar piora do quadro da pandemia, o governo do Estado confirmou que o Gauchão deve ser retomado entre o fim de julho e o início de agosto. No domingo, foi a vez do presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Rogério Caboclo, dar detalhes sobre os planos para a volta do Brasileirão.

Assim, Inter e Grêmio intensificam os planos de treinos para as próximas semanas. Em nota oficial, o governo do Rio Grande do Sul avalizou os planos da Federação Gaúcha de Futebol, que tem como objetivo retomar o Gauchão no final de semana de 26 de julho.

O presidente da entidade, Luciano Hocsman, colocou essa data como limite para o reinício da competição. “Depois disso, vai complicar bastante”, comentou Hocsman. “Seguimos avaliando o protocolo encaminhado pela FGF. No momento, o Comitê Científico está concluindo uma análise sobre a volta dos treinos com contato físico. A estimativa é que a conclusão aponte que o retorno do campeonato possa ocorrer entre o final de julho ou começo de agosto. A liberação dos treinos ocorreria antes”, diz o comunicado do governo.

Com isso, o Inter abandonou, ao menos por ora, a ideia de deixar o Rio Grande do Sul para retomar treinos técnicos e táticos – há nove semanas, os clubes da Capital só têm permissão para treinar sem contato. Por isso, o Tricolor decidiu deixar o Estado. A direção gremista planejava trocar o CT Luiz Carvalho por Criciúma nas próximas semanas. Agora, os planos estão sendo revistos. A tendência é que o Grêmio fique em Porto Alegre pelo menos até uma data mais próxima a 9 de agosto, para quando a CBF programou a retomada do Brasileirão.

Em entrevista ao jornal O Globo, Rogério Caboclo não deixou margem para dúvida sobre o futuro da competição. “O Brasileirão é algo definido e determinado”, disse o dirigente. Ele admitiu que as competições deste ano deverão invadir 2021, sendo disputadas pelo menos até meados de fevereiro. “Temos que encerrar 2020 na segunda quinzena de fevereiro, iniciar os estaduais na última semana do mesmo mês, o Brasileiro no final de maio de 2021”, finalizou.

O jornal Ovación, do Uruguai, noticiou que a Conmebol está cogitando realizar todo o restante da Libertadores em solo uruguaio, devido à boa condição do país no combate à pandemia.


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895