Aguirre equilibra Inter e começa busca por números de Abel e Coudet

Aguirre equilibra Inter e começa busca por números de Abel e Coudet

Com série invicta no Brasileirão, técnico se aproxima do melhor aproveitamento entre os últimos comandantes colorados

Fabrício Falkowski

Treinador salientou consistência do time

publicidade

Diego Aguirre comanda o Inter em uma campanha de recuperação no Campeonato Brasileiro. Depois de flertar com a zona de rebaixamento, o time colorado equilibrou-se e, neste momento, ostenta uma série de sete partidas sem sentir o gosto da derrota. O técnico uruguaio, que desembarcou em Porto Alegre em uma situação de emergência, ainda está longe de ter o melhor aproveitamento entre os técnicos que passaram pelo clube nos últimos dois anos, mas se aproxima de uma campanha superior.

Abel Braga, que disputou o título do último Brasileirão até a derradeira rodada, ainda é o melhor, seguido por Eduardo Coudet, hoje no Celta de Vigo. Osmar Loss, que integra a comissão técnica permanente, assumiu o time após a saída de Miguel Ángel Ramírez e ficou apenas três rodadas, conquistou quatro pontos. O espanhol é o que tem pior aproveitamento. Ele esteve em apenas duas partidas, com um empate e uma derrota.

Mas o momento de Diego Aguirre é bom. Tanto que os colorados nem olham mais para a parte de baixo da tabela, como o próprio técnico fez questão de ressaltar após a vitória sobre o Fortaleza, domingo. Em vez de analisar os defeitos do time, que conseguiu marcar o único gol somente nos acréscimos, ele preferiu enaltecer as virtudes das últimas apresentações, rechaçando críticas pontuais a alguns de seus comandados, como Patrick.

“Temos que valorizar muito essa vitória, pois enfrentamos um dos melhores times do Campeonato Brasileiro. O Fortaleza está no G-4 e acabou de passar para a semifinal da Copa do Brasil. Essa vitória vale muito. Além disso, foi mais um jogo no qual não sofremos gols. Lutamos, fomos competitivos, acreditamos e, no final do jogo, procuramos a vitória e conseguimos o gol. Estou feliz”, enfatizou o técnico.

“Claro que sempre temos algo para melhorar e trabalhar, mas é normal sofrer quando se enfrenta um time em bom momento”, analisou.
O Inter joga a sua invencibilidade diante do Bahia, domingo, outra vez no Beira-Rio. Se vencer, são grandes as chances de o time ingressar na zona de classificação para a Libertadores.

Aproveitamento dos treinadores

ABEL BRAGA
18 jogos          34 pontos conquistados        62,9% de aproveitamento

EDUARDO COUDET
20 jogos         36 pontos conquistados          60% de aproveitamento

DIEGO AGUIRRE
15 jogos          24 pontos conquistados        53,3% de aproveitamento

MIGUEL ÁNGEL RAMIREZ
2 jogos          1 ponto conquistado           16,6% de aproveitamento

OSMAR LOSS
3 jogos             4 pontos conquistados          44,4% de aproveitamento


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895