Barcellos faz balanço da temporada no Inter: "Saldo é negativo"
patrocinado por

Barcellos faz balanço da temporada no Inter: "Saldo é negativo"

Colorado não conseguiu avançar na Copa do Brasil e na Libertadores e acabou o Brasileirão em 12° na tabela

Correio do Povo

Presidente falou depois da última rodada

publicidade

Após mais uma derrota no Brasileirão e o encerramento da temporada, o presidente do Inter, Alessandro Barcellos, realizou um balanço do ano colorado, o primeiro de sua gestão. Eliminado na Copa do Brasil e na Libertadores, o Inter chegou a ter boa sequência no Brasileirão, mas caiu de rendimento e acabou o campeonato na 12ª colocação e sem uma vaga na principal competição do continente. O momento, conforme o cartola, é de "autocrítica".

"Estamos encerrando um ano que não foi positivo. Temos que iniciar 2022 fazendo uma autocrítica, entendendo aonde erramos para que a gente possa não repetir os erros, mas mais do que isso, buscar alternativas e corrigir fatores que fizeram parte desta temporada que foi diferente. Essa temporada começou com o campeonato de 2020 em andamento, aonde chegamos em uma final de Campeonato Brasileiro", explicou. "Tivemos oito dias de férias só e tentamos um projeto diferente e novo, que por vários fatores não deram certo. Buscamos a correção com a chegada do Diego Aguirre e estabilizamos, crescemos e infelizmente não conseguimos manter. O saldo é negativo", avaliou.

Pedido recorrente dos torcedores, a reformulação no elenco colorado deve acontecer, garante o mandatário. Barcellos espera que o Inter consiga corrigir seus erros e brigar por títulos na próxima temporada. "O nosso grupo e nosso trabalho nao condizem com a posição que nós estamos terminando o ano. Isso a direção, os jogadores e a comissão técnica compartilham da mesma opinião. Portanto é necessário sim que a gente faça essas reformulações", afirmou. 

Com problemas financeiros, a tendência é que o Colorado faça movimentos certeiros no mercado, mas siga promovendo a entrada de jovens da base. "Focamos nas categorias de base e das mudanças de um plantel com as condições de uma pré-temporada, com um tempo de no mínimo 30 dias para que a gente possa fazer esse trabalho acontecer", finalizou. 

Para a próxima temporada, o presidente aguarda a decisão do técnico Diego Aguirre, que deve receber um convite para assumir a seleção do Uruguai nos próximos dias. "Queremos resolver isso logo", sintetizou. A tendência é que Aguirre aceite e o Colorado volte ao mercado em busca de um novo treinador. 

Veja Também


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895