Boca Juniors prepara nova investida em Guerrero
capa

Boca Juniors prepara nova investida em Guerrero

Inter tem dívida com centroavante referente ao "aluguel do passe"

Por
Correio do Povo

Futuro de Guerrero ainda não está definido apesar de jogador ter manifestado desejo de permanecer no Beira-Rio

publicidade

Após a vitória sobre o Atlético-MG, Paolo Guerrero declarou que pretende ficar no Inter. Disse que está feliz em Porto Alegre e que costuma cumprir seus contratos. Em tese, o jogador tem vínculo com o Inter por praticamente mais dois anos e meio, visto que durante o período que ele ficou suspenso pela Fifa, o contrato ficou congelado. Ele foi liberado para jogar em abril. Portanto, seu contrato vale até abril de 2022. Porém, tudo indica que o Boca Juniors não vai se contentar com o "não" de Guerrero. 

A eleição realizada no último domingo trocou a diretoria do clube argentino. Assumiu um grupo ligado a Juan Roman Riquelme, craque histórico do Boca. O próprio Riquelme teria falado com Guerrero em um contato preliminar para falar sobre a possibilidade de ele trocar o Beira-Rio pela Bombonera em 2020.

Uma variável importante no contexto é que o Inter deve a Guerrero. O clube acertou o pagamento de R$ 9 milhões pelo “aluguel do passe” que devem ser pagos até o final de 2019. Como dificilmente terá esse valor em tempo, precisará negociar com o atacante o prolongamento da dívida. Ou abater os R$ 9 milhões do valor da multa rescisória prevista em contrato, que é de menos de R$ 20 milhões.