Caetano admite danos no Inter após perda da Copa do Brasil: "Desafio é recuperar o mental"
capa

Caetano admite danos no Inter após perda da Copa do Brasil: "Desafio é recuperar o mental"

Dirigente falou sobre momento de instabilidade vivido desde a derrota para o Athletico-PR, mas disse acreditar na recuperação do emocional dos atletas

Por
Correio do Povo

Inter foi derrotado no clássico Gre-Nal por 2 a 0 e deu sinais de fragilidade emocional em momentos do confronto

publicidade

O diretor executivo do Inter, Rodrigo Caetano, admitiu em entrevista a necessidade de "recuperar o mental" da equipe após os danos deixados ainda pela perda do título da Copa do Brasil, em setembro, para o Athletico-PR. Na noite de domingo, outro revés significativo: a equipe colorada foi derrotada pelo Grêmio, na Arena, por 2 a 0, com uma atuação bem inferior à do rival. 

A derrota em setembro iniciou um processo conturbado no Inter. A sequência negativa no Brasileirão após a perda do título, em casa, culminou na demissão de Odair Hellmann, após derrota por 1 a 0 para o CSA, em Alagoas. Desde que assumiu, Zé Ricardo ainda não convenceu: em três jogos, tem uma vitória, um empate e a derrota no clássico Gre-Nal.

O dirigente admitiu que o maior desafio é estancar a ferida que ficou da Copa do Brasil o mais rápido possível, e pediu que os torcedores sigam acreditando que a equipe irá sair da situação desconfortável. "O maior desafio é recuperar o mental. A parte física você trabalha com números, controla e faz trabalhos específicos. O mental não tem como controlar", reconheceu.

Caetano disse que as cobranças ao grupo de jogadores serão feitas conforme forem necessárias, mas também exaltou o elenco, baseado nos "grandes números" obtidos pelos jogadores ao longo da temporada. "Esse é o nosso grupo até o final do ano, são eles que têm a possibilidade e a capacidade de nos levar à Libertadores do ano que vem. A perda de um título gera instabilidade, mas já passou", destacou.

O dirigente também saiu em defesa do lateral Zeca, recentemente envolvido em uma polêmica. O jogador foi flagrado na Oktoberfest, o que gerou reclamação por parte de torcedores. Caetano destacou que trata-se de "um dos profissionais que tem maior cuidado com o corpo" no Inter, e que não pode ser julgado por um vídeo. "A lesão não tem nada a ver com isso. Ele sabe que tem que se preservar. Às vezes temos que falar para ele tirar o pé de tanto que treina e se dedica", analisou.

O Inter volta a campo pelo Brasileirão na quinta-feira, às 19h30min, quando enfrenta o Ceará, no Castelão, em jogo válido pela 31ª rodada da competição. Atualmente, o Colorado ocupa a 7ª posição, com 46 pontos, o que no momento daria a vaga na Pré-Libertadores, já que o 6º é o próprio Athletico-PR, já classificado por ser o campeão da Copa do Brasil.