Conselho Fiscal do Inter aponta déficit abaixo do esperado
capa

Conselho Fiscal do Inter aponta déficit abaixo do esperado

Segundo relatório que será enviado aos conselheiros, clube fechou o ano de 2019 com "apenas" R$ 3 milhões negativos

Por
Fabricio Falkowski

Inter projeta déficit abaixo do esperado para 2020

publicidade

Em meio à pandemia, os conselheiros do Inter devem receber por e-mail nos próximos dias um relatório no qual o Conselho Fiscal não só indica a aprovação das contas de 2019 sem ressalvas como mostra um déficit bem menor do que o projetado. O Inter fechou o ano com “apenas” R$ 3 milhões negativos, número bem abaixo dos R$ 13 milhões estimados no orçamento.

“A gente conseguiu diminuir algumas despesas correntes e aumentamos a receita, principalmente com a venda de jogadores. A negociação do Nico López, por exemplo, foi excelente em termos financeiros”, explica o 1º vice-presidente do Inter, Alexandre Chaves Barcellos. 

O bom resultado de 2019 também mostra o caminho percorrido pela atual direção, que assumiu o clube na segunda divisão, em sérias dificuldades financeiras e atravessando um de seus piores momentos administrativos – tanto que a gestão anterior, liderada pelo presidente Vitorio Piffero, está sendo investigado pelo Ministério Público. 

Em 2017, primeiro ano da gestão Marcelo Medeiros, o resultado negativo chegou a R$ 62,5 milhões. Em 2018, com a ajuda do empresário Delcir Sonda, que perdoou uma dívida de R$ 25 milhões, o clube fechou com um prejuízo de R$ 9,5 milhões. Em 2019, o número caiu para R$ 3 milhões. “Até a pandemia começar, estávamos evoluindo muito bem”, avalia Barcellos, prevendo dificuldades no segundo semestre devido à queda de receitas decorrente do coronavírus. 

O encontro do Conselho Deliberativo que analisará as contas do exercício passado será na quinta-feira da próxima semana e deverá ser histórico. Será a primeira vez que o colegiado se reunirá por videoconferência. Também por meios eletrônicos, os conselheiros poderão votar pela aprovação ou não das contas do clube. A primeira convocação para início da reunião será às 18h. Em seguida, às 18h30min, ocorre a segunda e última chamada. A votação, porém, se estende até o outro dia por meio de um aplicativo. 

Apenas os integrantes da mesa diretora do Conselho Deliberativo, liderada pelo presidente José Aquino Flores de Camargo, além de um ou dois representantes do Conselho Fiscal, estarão presentes no auditório do Beira-Rio durante o evento.