Coudet se diz confortável e espera ficar mais tempo no Inter
capa

Coudet se diz confortável e espera ficar mais tempo no Inter

Treinador destacou que gosta do trabalho desenvolvido até o momento, mas sabe que permanência depende de títulos

Por
Correio do Povo

Chacho espera poder ficar mais tempo no Inter

publicidade

Eduardo Coudet concedeu entrevista para a assessoria do Inter na última segunda-feira e nesta quarta foi divulgada a segunda parte. Nela, Chacho fala sobre o trabalho que desenvolveu no Colorado até a paralisação do futebol devido a Covid-19. O treinador se diz muito confortável e revela o desejo de permanecer bastante tempo no clube.

“Estou muito confortável e feliz no Inter. Tomara que o trabalho e os resultados me permitam ficar por um bom tempo aqui. As experiências que tive no Rosario Central e no Racing foram de, no mínimo, dois anos e tomara que se repita aqui. Ou por que não mais tempo? Eu realmente me sinto muito bem, mas sei como é o futebol e os resultados mandam. Mas o trabalho, as convicções, sustentar um processo e um projeto certamente vão te deixar mais perto da conquistar o objetivo. Acho que ninguém pode prometer títulos, mas podemos prometer trabalho e tentar fazê-lo da melhor maneira”, revelou.

Coudet lamentou a paralisação do futebol justamente no momento que a equipe cresci com o avançar da temporada, mas crê que é possível retomar com o mesmo nível e melhorar ainda mais. Ao ser questionado se o time já tem a identidade do trabalho dele, o treinador preferiu dividir a evolução com todos.

“Eu fico muito feliz, pois a gente quer dar uma identidade para a equipe e que as pessoas possam se sentir identificados. Cada jogador vai tentar dar o máximo. Junto com isso, vai a paixão do torcedor do Inter e a história do clube. Então, não tenha dúvidas (que o time terá uma identidade). Espero que os resultados acompanhem, pois vamos trabalhar para isso”, revelou.

O Inter trabalhou no período da manhã e folga à tarde. Ainda não há a previsão do retorno das competições que o Colorado está envolvido. A volta depende de como será a evolução da pandemia da Covid-19.