Direção do Inter assume culpa por sequência ruim e garante briga "até o fim" por Libertadores

Direção do Inter assume culpa por sequência ruim e garante briga "até o fim" por Libertadores

Vice de futebol Paulo Bracks aposta no fator local para conseguir pontos necessários para disputar competição continental

Correio do Povo

Direção do Inter assegurou "luta até o fim" por vaga na Libertadores

publicidade

O vice de futebol do Inter, Paulo Bracks, chamou para a direção a responsabilidade pela sequência de resultados ruins do time no Brasileirão. O mais recente aconteceu na noite desta quarta-feira, quando a equipe voltou a jogar pouco, perdeu por 1 a 0 para o Fluminense no Maracanã e complicou os objetivos de vaga na Libertadores do ano que vem.

Na avaliação do vice de futebol, ´preciso trabalho conjunto para continuar trabalhando para "superar a adversidade", e transformar a indignação em empenho para conseguir os resultados necessários. "A direção assume a responsabilidade pela sequência ruim. Estamos aqui para tentar reverter isso. Vamos buscar fechar o ano em um patamar mais alto, condizente com a nossa camisa", projetou.

Para tentar reverter a situação, Bracks aposta no fator local, onde o Inter é forte no campeonato. São dois jogos no Beira-Rio, nas próximas duas rodadas, contra Santos e Atlético-GO. "A campanha em casa é muito positiva. Temos dois jogos, que nos deixam otimista para fazer os seis pontos. Estamos mobilizados para encaminhar um final melhor e, a partir disso, definir 2022", frisou.

Sobre as possibilidades de vaga na Libertadores, Bracks disse que o foco será na mobilização do vestiário para alcançar a classificação. "Enquanto houver chance matemática, vamos buscar objetivos maiores na competição. Vamos lutar até o fim", destacou.

O Inter volta a campo no domingo, quando enfrenta o Santos, às 19h. A partida, válida pela 36ª rodada do Brasileirão acontece no Beira-Rio. 

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895