capa

Dourado cita Nonato e defende treinos fechados como arma para surpreender rivais

Volante colorado evitou comentar quem entra nas vagas de Edenilson e Nico López

Por
Correio do Povo e Rádio Guaíba

Rodrigo Dourado revelou em entrevista coletiva como vê as características do colega Nonato

publicidade

O capitão Rodrigo Dourado vê com bons olhos os treinos fechados que o técnico Odair Hellmann faz desde o início da temporada. Além de ajudar a trabalhar com maior privacidade, o volante crê que é positivo criar dúvida na cabeça dos adversários.

“O treino fechado é bom para definir algumas jogadas e alternativas. Como no último jogo, ninguém pensava que o Nonato ia começar e foi uma surpresa. É bom para nós e para a equipe. Com a suspensão do Nico López e dp Edenilson, outros jogadores vão entrar, então, é válido”, destacou o capitão.

Sem poder contar com os atletas suspensos, as duas posições serão alteradas para o confronto contra o Avenida. Para contribuir com o treinador, Dourado optou por manter o mistério ao ser questionado sobre as mudanças. “(Risos) Surpresas podem ter algumas, claro. O Odair pode decidir de um dia para o outro, mas sabemos da nossa maneira de jogar. Mantivemos a base e quem entrar terá a confiança de todos. Eles vão dar conta do recado e vamos buscar a vitória”, ressaltou o volante.

A tendência é que Nonato seja mantido na equipe, mas, segundo o pensamento de Dourado, ele não deve substituir Edenilson, pois tem características diferentes. “O Nonato vinha treinando bem e sabíamos que ia entrar bem. O Edenilson é um cara que corre mais e dá mais amplitude para o time. Já o Nonato é um cara que movimenta mais e joga curto. São dois grandes jogadores e só o Inter tem a ganhar com isso”, destacou.

O Colorado folga no período da tarde e se reapresenta na sexta-feira, às 9h30min. Odair ainda terá a atividade de sábado, às 10h, para encerrar a preparação para o jogo contra o Avenida. O confronto válido pela 8ª rodada do Gauchão está marcado para domingo, às 17h, no estádio dos Eucaliptos.