Em jogo eletrizante, Inter vence o Ypiranga por 4 a 2 no Beira-Rio

Em jogo eletrizante, Inter vence o Ypiranga por 4 a 2 no Beira-Rio

Colorado saiu na frente, sofreu a virada, mas conseguiu o triunfo nos minutos finais da partida

Correio do Povo

Partida marcou a volta do grupo principal do Inter

publicidade

Na estreia do grupo principal na temporada 2021 e em uma partida eletrizante, o Inter venceu o Ypiranga por 4 a 2, no estádio Beira-Rio, pela quarta rodada do Gauchão, neste domingo. O resultado tira o Canarinho da liderança do estadual – agora o time de Erechim é o vice, com sete pontos, mas saldo positivo – e deixa o Colorado na terceira colocação, com sete. 

Com a nova escalação do técnico Miguel Ángel Ramírez – que não ficou na casamata por ainda não estar regularizado –, o time abriu o placar logo aos 5 minutos com Yuri Alberto em linda finalização. No entanto, viu o Ypiranga se aproveitar de erros defensivos e empatar com Cristiano, aos 44, na primeira etapa.

Na volta do intervalo, ainda com o Colorado desencontrado em campo, Praxedes cometeu pênalti, que Caprini bateu e virou para os visitantes. Após a desvantagem, o Inter promoveu mudanças na escalação e passou a controlar o jogo. O empate chegou de cabeça, com Zé Gabriel aos 19 minutos. A partir daí, foi só pressão pela vitória, que veio com Edenilson, aos 45 minutos, cobrando perfeitamente a penalidade sofrida por Caio Vidal. O alívio, porém, foi garantido por Danilo Fernandes, que fez uma grande defesa logo após o gol. E ainda deu tempo de Patrick marcar mais um, aos 48. 

Começo fulminante e erros defensivos

Ainda que sem Miguel Ángel Ramírez na casamata, a era do comandante espanhol começou na noite deste domingo no Beira-Rio. O novo treinador mandou a campo um time desenhado no 4-3-3, com Peglow e Marcos Guilherme como novidades entre os titulares, nas vagas de Galhardo e Patrick. O espanhol, se não estava na beira do gramado, ficou ali perto, na mureta que separa a arquibancada do campo. 

Marcando em cima, o Inter abriu o placar cedo, aos 5 minutos, em jogada de roubada no ataque. Edenilson recuperou, acionou Rodinei, que avançou bem pela direita e cruzou para Yuri Alberto. Em belo domínio, o jovem atacante venceu dois marcadores e finalizou forte para abrir o placar.

Após o gol, a equipe colorada diminuiu bastante a intensidade e o controle do jogo. Com isso, os visitantes passaram a aumentar o ritmo e a pressionar a marcação na saída de jogo da defesa. A pressão surtiu efeito. Aos 20 minutos, Cristiano ficou cara a cara com Danilo, mas Cuesta salvou. Aos 25, o volante Clayton perdeu livre, dentro da área, depois de bom cruzamento de Zé Mário. 

O empate chegou também numa falha da zaga do Inter, que escapou de erros em sequência aos 42 e 43, mas aos 44 minutos, o Ypiranga não perdoou. No último vacilo, Cristiano foi letal. Mossoró tocou e o atacante finalizou para o fundo das redes.

Vitória e volta de Guerrero

A volta do intervalo foi da melhor maneira para o Ypiranga. Aos 3 minutos, Caprini avançou rapidamente e tocou para Mossoró, que foi derrubado dentro da área por Praxedes. Pênalti. Na cobrança, Caprini cobrou forte e colocou o Canarinho na frente do placar: 2 a 1. 

O jogo ficou movimentadíssimo com o Inter em desvantagem. Aos 7 minutos, Yuri Alberto quase empatou em chute forte na trave. No lance seguinte, foi a vez de Cristiano mandar no poste e quase ampliar para os visitantes. Na arquibancada, Ramírez orientou Osmar Loss e Martin Anselmi, seus auxiliares, a trocarem o time. Caio Vidal e Patrick entraram nas vagas de Marcos Guilherme e Peglow.

As mudanças até surtiram efeito, mas com o Colorado tendo dificuldade de romper a defesa do Ypiranga. Na bola parada, o Inter conseguiu levar vantagem e Zé Gabriel igualou o marcador de cabeça, depois de cobrança de escanteio de Edenilson. Logo após o 2 a 2, Guerrero e Galhardo entraram nas vagas de Yuri Alberto e Praxedes. Em um de seus primeiros lances, Guerrero encontrou Caio Vidal em boas condições, que finalizou em cima de Deivity. 

Se aproveitando do cansaço do Ypiranga, o Inter passou a empilhar oportunidades de gol. Aos 32, Patrick finalizou para fora desviado. Na cobrança de escanteio, Edenilson rolou para Rodinei, que limpou e chutou forte para grande defesa do goleiro adversário.  A pressão seguiu. Aos 35, Caio Vidal passou para Galhardo, que bateu rasteiro e só não marcou pois Jonathan salvou com belo carrinho. 

O Ypiranga até tentou, mas não conseguiu resistir a qualidade do ataque do Inter. Aos 45, Jonathan cometeu pênalti em Caio Vidal, que Edenilson bateu com perfeição para selar a vitória. Aos 48, ainda deu tempo de Patrick marca mais um para o Colorado e fechar a estreia do time principal no Gauchão.

Campeonato Gaúcho - 4ª rodada

Inter 4
Danilo Fernandes; Rodinei, Zé Gabriel, Victor Cuesta, Moisés, Nonato (Lindoso), Edenilson, Praxedes (Galhardo), Marcos Guilherme (Patrick), Peglow (Caio Vidal) e Yuri Alberto (Guerrero) . Técnico: M.A. Ramírez

Ypiranga 2
Deivity; Muriel, Reinaldo, Patrick (Luis Eduardo) e Zé Mário (Jonathan); Mikael, Clayton e Mossoró; Jean Silva, Caprini (Quirino) e Cristiano (Dija Baiano). Técnico: Junior Rocha.

Gols: Yuri Alberto (5min/1T°) Cristiano (44min/1T°) Caprini (04/2T°) Zé Gabriel (19min/2T°) Edenilson (45min/2T°) Patrick (48min/2T°)
Cartões amarelos: Mikael (Ypiranga)
Árbitro: Jean Pierre de Lima
Local: Estádio Beira-Rio
Início: 20h deste domingo

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895