Emissora que transmite jogos do Inter em canal fechado ameaça romper o contrato

Emissora que transmite jogos do Inter em canal fechado ameaça romper o contrato

Colorado deveria receber R$ 30 milhões no último ano do vínculo com a Turner

Correio do Povo

Se Turner confirmar o rompimento, Inter e demais clubes terão que negociar o pagamento do último ano de contrato

publicidade

O Inter tem um problema a mais para lidar nas próximas semanas. E ele também envolve diminuição de receitas. Ainda não é oficial, mas o grupo Turner, que adquiriu os direitos de televisão fechada do Campeonato Brasileiro de um grupo de clubes, entre os quais o Colorado, ameaça romper o contrato.

Conforme informação publicada pelo Estado de S. Paulo e confirmada pelo Correio do Povo, a emissora enviou uma carta no início do mês para os clubes propondo reabrir as negociações.

O objetivo é romper o acordo. No contrato original, o Inter passou a receber R$ 23 milhões por ano da Turner pelo Brasileirão. O grupo, que antes transmitiria pelo Esporte Interativo, passou a usar outros canais também pertencentes à Turner já em 2019.

Tal mudança motivou novas tratativas, que fizeram o Inter receber um valor extra. Para 2020, último ano do contrato, o Inter receberia R$ 30 milhões da emissora. Diferentemente do Inter, cujo acordo vale somente mais para este ano, outros clubes, como Athletico Paranaense, Palmeiras e Santos, por exemplo, têm contrato com o grupo Turner até 2024.

Se o acordo realmente for rompido, todos eles, inclusive o Inter, terão que negociar com outras emissoras. A saída da Turner é iminente.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895