Guerrero festeja retorno aos gramados e pede paciência com o trabalho de Ramírez

Guerrero festeja retorno aos gramados e pede paciência com o trabalho de Ramírez

Centroavante voltou a atuar depois de quase sete meses se recuperando de lesão no joelho

Correio do Povo

Guerrero ficou quase sete meses fora dos gramados

publicidade

A torcida do Inter teve outro motivo para celebrar além da vitória suada contra o Ypiranga, por 4 a 2, no estádio Beira-Rio, neste domingo. Depois de quase sete meses se recuperando de uma lesão no joelho, o centroavante Paolo Guerrero voltou a atuar com a camisa colorada aos 20 minutos do segundo tempo. O atacante revelou que ficou surpreso por ser chamado - devido à temperatura da partida, mas celebrou o retorno e pediu paciência da torcida com o novo técnico Miguel Ángel Ramírez. 

"Quase sete meses fora. Eu achei que não iria entrar hoje e fiquei surpreso por entrar num jogo quente. Estava com um pouco de medo, mas graças a Deus entrei e mudei o jogo", disse na saída do campo. "Foram dias intensos, tentando entender o que o professor quer (...) Tivemos muita coisa boa hoje, já em quatro dias e vejo a gente melhor ainda nos próximos jogos. Peço paciência ao torcedor que a gente vai entendendo as orientações aos poucos", acrescentou. 

Lesionado na terceira rodada do Brasileirão 2020, contra o Fluminense, no Rio, Guerrero também fez elogios a campanha do Inter, que foi vice-campeão da competição e ao antigo treinador Abel Braga. 

"Achei o time muito bem, lutou até o final, nunca desistiu. O professor Abel fez um grande trabalho, infelizmente não conseguimos o grande objetivo que era ganhar o Brasileirõa. Mas fizeram um grande trabalho", salientou. 

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895