Guerrero quer título da Copa do Brasil para coroar "ano iluminado"
capa

Guerrero quer título da Copa do Brasil para coroar "ano iluminado"

Atacante respondeu pergunta em espanhol e demonstrou tranquilidade na véspera da final nacional contra o Athletico-PR

Por
Correio do Povo

Guerrero quer coroar "ano iluminado" com a camisa do Inter com título da Copa do Brasil

publicidade

Foi uma coletiva diferente daquelas habituais. Não só pela final ou pela presença da taça da Copa do Brasil ao lado de Paolo Guerrero no Beira-Rio, mas pela atmosfera criada para a decisão nacional. Demonstrando tranquilidade e confiança, o atacante projetou a decisão e até respondeu pergunta em espanhol, para veículos peruanos que acompanham com curiosidade a busca de seu maior ídolo por um título no Brasil.

O atacante disse que o momento vivido por ele no Inter "representa muito", e afirmou que, desde antes de sua chegada ao clube, sempre gostou de atuar no Beira-Rio, destacando o fator local e o bom retrospecto na temporada dentro de casa como fatores de confiança para reverter a desvantagem. "Esse ano pra mim é iluminado, depois de tudo que eu passei. Fico feliz em estar passando por isso, e esperamos acabar bem a Copa do Brasil amanhã", destacou.

Guerrero pregou respeito ao Athletico-PR ao citar que é um time que trabalha muito bem a bola, e classificou a equipe treinada por Tiago Nunes como "boa tecnicamente". Evitou responder sobre a postura com a qual a equipe adversária entrará em campo, mesmo com a vantagem. "É o treinador deles quem vai decidir isso. Nós temos que pensar no nosso jogo. Todos os rivais sabem que é difícil jogar aqui", frisou.

Em espanhol, por um veículo de comunicação peruano, Guerrero foi questionado sobre a expectativa dos compatriotas para a decisão, e sobre a diferença desta decisão para outras por outras equipes brasileiras. Também na sua língua nativa, agradeceu o carinho dos peruanos e a "vibração positiva" enviada. "Todas as finais são diferentes e cada uma marca uma história", ponderou. 

Questionado sobre o ambiente do grupo para a final, Guerrero admitiu que há ansiedade pela decisão, mas que todo mundo está "com a faca entre os dentes" para a partida diante do Athletico. "Todos estão com muita vontade, dá pra ver no semblante de todo mundo. Estamos muito bem, muito confiantes", pontuou.

Mais uma vez, Guerrero rasgou elogios a Odair Hellmann. Disse que o técnico preparou "muito bem" a equipe para a final, e que o time sabe o que tem que fazer. "Estamos muito bem, só aguardando o jogo de amanhã. No treino de segunda, trabalhamos muito, então a equipe está bem preparada", avisou.

Treino fechado mantém dúvida sobre D'Alessandro

O último trabalho visando o jogo contra o Athletico-PR, pela final da Copa do Brasil, foi fechado. O que se sabe, de acordo com informações do repórter Cristiano Silva, é que o Inter fez trabalho de posicionamento, e também treinou pênaltis, já que uma vitória por 1 gol de diferença leva para as cobranças. Não há gol qualificado na Copa do Brasil. 

Assim, permanece a dúvida sobre a presença ou não de D'Alessandro entre os titulares. Ainda na segunda-feira, o técnico Odair Hellmann manifestou confiança para contar com o argentino, que deve fazer mais testes antes da partida. 

A tendência, portanto, é que o técnico Odair Hellmann escale o Inter com a mesma equipe que venceu o Cruzeiro por 3 a 0 na semifinal da Copa do Brasil. Assim, a equipe teria Marcelo Lomba; Bruno, Moledo, Cuesta e Uendel; Rodrigo Lindoso, Edenílson, Patrick, D'Alessandro (Nonato) e Nico López; Paolo Guerrero.