Heitor admite volta da confiança do Inter de jogar no Beira-Rio, mas prega atenção contra o Olimpia
patrocinado por

Heitor admite volta da confiança do Inter de jogar no Beira-Rio, mas prega atenção contra o Olimpia

Lateral comemora três jogos sem a defesa sofrer gols e destaca que decisão contra os paraguaios será difícil

Correio do Povo

Heitor comemora volta da confiança de atuar no Beira-Rio, mas alerta para a dificuldade de enfrentar o Olímpia

publicidade

Apesar de ter atropelado o Olímpia-PR no começo de agosto com uma vitória por 6 a 1, o lateral direito Heitor prega respeito pelo concorrente a vaga para as quartas de final da Libertadores na quinta-feira no Beira-Rio. O defensor destacou que a vitória por 1 a 0 sobre o Juventude, no último domingo, fez o grupo recuperar a confiança de jogar em seus domínios. Mesmo assim, considera o enfrentamento contra a equipe de Assunção complicada.

“Recuperar a confiança era o primeiro passo para seguir na nossa tragetória. Uma vitória no Beira-Rio depois de oito jogos é uma coisa muito boa para a gente. Claro, o jogo contra o Olimpia será muito difícil. Queremos chegar o mais longe possível na Libertadores”, afirmou.

Heitor ainda comemorou o fato da defesa não ter sofrido gol nos jogos contra o Grêmio, Olimpia e Juventude. “Viemos de uma boa sequência. São três jogos sem tomar gols e esse é um passo a mais para conquistar as vitórias. Espero que assim seja contra o Olimpia”, ressaltou.

A vitória é o foco do Inter na quinta-feira, porém, o lateral destaca a importância de manter o ritmo dos últimos confrontos. “Não tomando gols, estamos mais perto da vitória. Claro, queremos decidir nos 90 minutos, mas não podemos nos jogar, pois, se eles fizerem um gol, teremos que fazer dois. Então, temos que ter o cuidado defensivo e, quando tivermos as oportunidades, matar o jogo”, declarou.

Acompanhe Inter x Olimpia no Correio do Povo

Ao ser questionado sobre os motivos da zaga ter melhorado de desempenho, Heitor lembrou que ele, Cuesta, Méndez e Moisés tem conversado muito dentro de campo, principalmente, para evitar que ambos subam para o ataque e deixem o sistema defensivo fragilizado. O lateral ainda comentou o que mudou da forma dos jogadores da posição de atuar desde a chegada de Diego Aguirre.

“O Miguel pedia para o lateral fazer um jogo posicional por dentro. Já o Aguirre pede para a gente jogar mais aberto, o que é mais parecido com o Abel. Claro, em momentos do jogo, quando tiver espaço, vamos aparecer por dentro. É inevitável, mas vamos cumprir o que ele pede, que é atuar mais aberto”, concluiu.

O Inter treina na manhã desta quarta-feira e inicia o período de concentração para o jogo de amanhã. A partida no Beira-Rio está marcada para as 21h30min. O Colorado precisa da vitória no tempo normal para avançar para as quartas. No caso de um novo empate em 0 a 0, a decisão será nos pênaltis. Empate com gols, classifica o Olímpia pelo saldo qualificado.

Veja Também


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895