Inter bate Juventude por 1 a 0 e vence a primeira no Beira-Rio pelo Brasileirão

Inter bate Juventude por 1 a 0 e vence a primeira no Beira-Rio pelo Brasileirão

Thiago Galhardo marcou e definiu resultado positivo em casa depois de mais de dois meses

Nicholas Lyra

Thiago Galhardo definiu vitória do Inter no Beira-Rio

publicidade

Demorou, mas aconteceu. Mais de dois meses depois da última vitória no Beira-Rio, ainda pelo Gauchão, diante do mesmo rival, o Inter voltou a triunfar em casa. Na noite deste domingo, bateu o Juventude por 1 a 0 e respirou no Brasileirão. Com o resultado, o Colorado ganha duas posições, e sobe para 13°, com 14 pontos. Ultrapassa o próprio Juventude, que fica em 14°, com 13. 

O único gol do jogo foi marcado no início do segundo tempo. Thiago Galhardo, depois de cruzamento de Heitor, definiu a vitória em cabeçada firme, sem chances para Marcelo Carné. 

O Inter agora faz o jogo de volta contra o Olimpia, pelas oitavas de final da Libertadores, nesta quinta-feira, às 21h30min, no Beira-Rio. Quem vencer se classifica. Pelo Brasileirão, o próximo compromisso é contra o Athletico-PR, no domingo, às 18h15min, na Arena da Baixada. O Juventude recebe a Chapecoense, na segunda, às 18h, no Alfredo Jaconi.

Primeiro tempo equilibrado

Diante da necessidade de poupar jogadores, e da proximidade com o confronto diante do Olimpia, o técnico Diego Aguirre mandou a campo uma equipe bastante modificada. Na lateral esquerda, promoveu o retorno de Paulo Victor. No meio, o responsável pela primeira função foi Rodrigo Lindoso. E no comando de ataque, a chance de titularidade ficou com Thiago Galhardo. 

O Juventude começou o confronto errando demais e, assim, o Inter aproveitou para criar suas chances. O zagueiro Vitor Mendes, nos primeiros 15 minutos, já havia recebido um cartão amarelo e criado uma oportunidade para o colorado após erro de passe na intermediária. A pressão do Inter, que teve bom início de partida, contribuiu para as falhas.

Aos 20, o Inter criou chance muito clara para marcar. Galhardo dividiu pelo alto e ganhou de cabeça, achando bom passe para Taison. O meia invadiu a área e bateu na saída de Carné. O goleiro do Juventude cresceu e mandou para escanteio, evitando o gol.

Aos 33, o Inter levou um grande susto. Após cobrança de escanteio pela esquerda, Daniel saiu mal e falhou. A bola estava encobrindo o goleiro e indo para o gol. Rafael Forster se antecipou para conferir, mas tocou com a mão na bola para colocar ela na rede. No entanto, o VAR flagrou a irregularidade e anulou o lance.

No fim, o Juventude ainda teve mais uma chance de marcar. Em contra-ataque em velocidade, Paulinho Boia foi acionado e teve até opções de passe, mas preferiu carregar a bola. Ele foi derrubado por Caio Vidal, que recebeu cartão amarelo. A finalização, no entanto, foi por cima do gol de Daniel, levando o jogo ao intervalo empatado em 0 a 0.

Galhardo, de cabeça, define

Para tentar tornar o time um pouco mais agressivo, Aguirre fez duas trocas ainda no intervalo. Colocou Mauricio e Palacios, que já havia entrado bem contra o Olimpia, e sacou Caio Vidal e Patrick, que mais uma vez pouco apareceu e quase nada contribuiu para o setor ofensivo.

Ocupando mais o campo do Juventude no início da segunda etapa, não demorou para o Inter chegar ao gol. Aos 5, Heitor cruzou com precisão da direita. Galhardo, atacando o espaço, venceu a zaga e testou forte, vencendo Marcelo Carné e abrindo o placar para os donos da casa no Beira-Rio.

Com a vantagem, o Inter diminuiu a intensidade, e o Juventude tentou ficar mais com a bola. No entanto, a equipe ainda sofria para sair jogando, e errou muitos passes na parte ofensiva, atrapalhando os avanços e cedendo a bola para o colorado escapar em velocidade, explorando as bolas nas costas da defesa.

Aos 34 minutos, a situação do Juventude piorou. Castilho deixou o braço na nuca de Palacios e o VAR acionou o árbitro. Após a revisão do lance no vídeo, Rodolpho Toski Marques optou por expulsar o jogador da equipe de Caxias. Com um a mais no campo e em vantagem no placar, o Inter apenas administrou para conquistar sua primeira vitória no Beira-Rio no Brasileirão.

Veja Também

Campeonato Brasileiro - 12ª rodada 

Inter 1

Daniel; Heitor, Bruno Mendez, Cuesta e Paulo Victor (Moisés); Rodrigo Lindoso, Edenilson (Johnny), Taison (Yuri Alberto), Patrick (Mauricio) e Caio Vidal (Palacios); Thiago Galhardo. Técnico: Diego Aguirre

Juventude 0

Marcelo Carné; Michel Macedo, Vitor Mendes, Rafael Forster e William Matheus (Jadson); Elton (Marcos Vinicios), Paulinho Boia, Guilherme Castilho, Matheus Jesus e Wescley (Chico); Matheus Peixoto. 

Gols: Thiago Galhardo (5/2T)

Cartões amarelos: Caio Vidal, Edenilson (Inter); Vitor Mendes, Paulinho Boia e Marcelo Carné (Juventude)

Cartões vermelhos: Guilherme Castilho e Marquinhos Santos (Juventude) 

Arbitragem: Rodolpho Toski Marques (PR)

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)

Data e hora: 18/07, às 20h30min


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895