Inter busca retomada contra a Chapecoense
capa

Inter busca retomada contra a Chapecoense

Colorado quer virar a chave após a derrota na final da Copa do Brasil

Por
AE

Odair Hellmann quer manter boa fase do Inter no Brasileirão

publicidade

O início do returno do Campeonato Brasileiro como marca de uma retomada para o Internacional. Pelo menos este é o espírito que buscará alcançar o time gaúcho, recém-derrotado na final da Copa do Brasil e integrando o pelotão de frente da competição de pontos corridos, na partida deste domingo, às 11h, contra a Chapecoense, no Beira-Rio, em Porto Alegre.

É que a equipe comandada por Odair Hellmann, que esteve muito perto de uma vaga na fase de grupo da Copa Libertadores de 2020 pela via do torneio mata-mata, depois de ser superada pelo Athletico-PR, agora terá que "respirar fundo" e lutar por sua vaga por meio do Brasileirão.

Para a sorte do time colorado, porém, a campanha até agora pode ser considerada muito boa. Especialmente porque boa parte de seus 33 pontos foram contabilizados graças à chamada "equipe alternativa", que, devido à clara opção da diretoria por priorizar a Copa do Brasil e a Libertadores - da qual foi eliminada nas quartas de final -, vinha jogando e conquistando importantes vitórias.

Agora, esta equipe terá de dar lugar à escalação considerada titular, entregando o bastão com o clube ocupando uma alvissareira condição de brigar por uma vaga no torneio continental no ano que vem, encarando cada jogo como eliminatório a partir desta 20.ª rodada.

De acordo com o presidente Marcelo Medeiros, inclusive, a distância de momento para o primeiro lugar não pode ser considerada um empecilho para sonhar com o título. "Estamos doídos. E a resposta tem que ser dada no domingo. Chegamos ao final dessa primeira fase (do Brasileirão) no quarto lugar, e nossa meta é terminar ainda melhor na segunda", aposta o mandatário.

O discurso é comprado ainda pelo zagueiro Víctor Cuesta: "Temos o Campeonato Brasileiro pela frente, temos que pensar nesse jogo (com a Chapecoense). É a nossa primeira final do returno. Estamos bem posicionados na tabela e temos que buscar a vitória já nesse jogo".

Para esta primeira "decisão", Odair Hellmann não terá desfalques por suspensão. Uma de suas únicas baixas pode ser a do meio-campo Nonato, que sentiu o tornozelo direito no treino da última sexta-feira e ainda será avaliado antes do confronto contra os catarinenses. A outra dúvida por esse motivo é D'Alessandro, que ficou de fora da decisão da Copa do Brasil por conta de uma lesão na coxa direita.

No setor de apoio ao ataque, Rafael Sóbis e Wellington Silva novamente disputam uma vaga, enquanto Nico López, autor do gol colorado na derrota para o Athletico-PR por 2 a 1 na última quarta-feira, deve ser confirmado ao lado de Paulo Guerrero. O peruano, por sinal, retorna ao Brasileirão após uma ausência de duas rodadas - atuou pela última vez na vitória sobre o Botafogo por 3 a 2.

Chape estreia novo técnico

Sem vencer há quatro jogos no Brasileirão, com três derrotas seguidas, a Chapecoense espera iniciar uma fase mais positiva neste domingo. A partida marcará a estreia de Marquinhos Santos como treinador do time, cargo que foi exercido interinamente por Emerson Cris nas últimas oito rodadas após a demissão de Ney Franco.

O novo comandante tem a missão de tirar a equipe catarinense da zona de rebaixamento, o que não poderá acontecer nesta rodada. Isso porque a Chapecoense está na vice-lanterna, com 14 pontos, quatro a menos que o Fluminense, primeiro time fora da degola, em 16º lugar, com 18 pontos.

Além da estreia de Marquinhos Santos, a Chapecoense terá novidades dentro das quatro linhas. O treinador definiu a escalação com cinco mudanças em relação à derrota para o Vasco na rodada passada. A principal delas é a saída do meia Augusto para a entrada de Renato, que está recuperado de lesão e voltará a jogar após mais de quatro meses afastado.

"Quando há troca de comando, os atletas respondem bem. Há necessidade de uma mudança de atitude e organização tática para que a Chapecoense permaneça na Série A. Gosto do meio-campo preenchido, agressivo na marcação, mas organizado e compacto. Eles assimilaram bem. O número de chances criadas foi bom no treino", garantiu Marquinhos.

As outras mudanças serão em função dos retornos do zagueiro Gum e do volante Márcio Araújo, novamente à disposição após cumprirem suspensão, e do meia Camilo, recuperado de lesão. O trio retoma as vagas que foram ocupadas por Maurício Ramos, Amaral e Campanharo. Outra mudança será no ataque, com Arthur Gomes no lugar de Aylon.

Brasileirão – 20ª rodada

Inter
Marcelo Lomba; Bruno, Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta e Uendel (Zeca); Rodrigo Lindoso, Edenilson, Patrick (Nonato), Nico López e Wellington Silva (Rafael Sobis); Paolo Guerrero. Técnico: Odair Hellmann.

Chapecoense
Tiepo; Eduardo, Gum, Rafael Pereira e Bruno Pacheco; Elicarlos, Márcio Araújo, Camilo e Renato; Arthur Gomes e Everaldo. Técnico: Marquinhos Santos.

Arbitragem: Diego Pompo Lopez (BA)
Horário: Domingo, 11h
Local: Beira-Rio