Inter deve anunciar Zé Ricardo como novo técnico
capa

Inter deve anunciar Zé Ricardo como novo técnico

Após dezembro, Colorado voltará à carga pelo técnico do Racing, Eduardo Coudet, considerado "ficha 1" pela direção do clube

Por
Correio do Povo e Rádio Guaíba

Zé Ricardo trabalhou com dirigente Rodrigo Caetano em seu trabalho no Flamengo

publicidade

* Com informações do repórter Rafael Pfeiffer

Após 11 dias sem técnico, o Inter está muito perto de um acerto para o comando do clube. Ao menos até dezembro, antes de voltar à carga por Eduardo Coudet, considerado ficha 1 pela direção para 2020. E o nome que deve ser anunciado em breve é do carioca Zé Ricardo, de 48 anos.

 O técnico deverá conduzir a equipe até o fim do ano, brigando pela vaga na Libertadores. O diretor executivo de futebol do Inter, Rodrigo Caetano, trabalhou com Zé Ricardo no Flamengo. Assim, o anúncio oficial da contratação deve ser feito em breve pela direção colorada.

O último trabalho de Zé Ricardo foi à frente do Fortaleza. Na ocasião, substiuiu Rogério Ceni, que havia deixado o cargo para treinar o Cruzeiro. No entanto, permaneceu pouco mais de um mês na função. Com a campanha ruim, acabou deixando o clube do Nordeste, que teve o retorno de Ceni logo em seguida.

E os números de Zé Ricardo na equipe cearense não foram positivos. Foram sete partidas, com quatro derrotas, dois empates e apenas uma vitória, com aproveitamento de 23,8%. A estreia ocorreu justamente contra o Inter, na derrota no Castelão por 1 a 0, em 17 de agosto. A partida que marcou a demissão do treinador foi a derrota por 4 a 1 diante do Athletico-PR.

Ao longo do dia, o nome que ganhou força foi de Vanderlei Luxemburgo, atual técnico do Vasco e que, na tarde de ontem, venceu o Inter no Beira-Rio por 1 a 0. Desde a demissão de Odair Hellmann, em 10 de outubro, o nome de Luxemburgo já havia sido citado por membros da direção do Inter, após o bom trabalho que vem sendo feito na equipe carioca.

Após encerrar a temporada com Zé Ricardo, o Inter deverá voltar à carga por Eduardo Coudet. O argentino, que hoje comanda o Racing, ainda é o preferido da direção Colorada, e teria acerto encaminhado após a ida da comitiva da direção até Buenos Aires, onde foram alinhados os termos para o trabalho, que seria iniciado no início de 2020.