"Inter está tranquilo", afirma Medeiros sobre doação de terreno em Guaíba
capa

"Inter está tranquilo", afirma Medeiros sobre doação de terreno em Guaíba

Clube reafirmou avaliação feita sobre área doada pelo Governo do Estado; Partido Novo discorda e rebate

Por
Correio do Povo / Rádio Guaíba

Na avaliação do presidente do Inter, clube tem respaldo jurídico em relação ao imbróglio do terreno de Guaíba


publicidade

Na avaliação do presidente do Inter, Marcelo Medeiros, o clube "está tranquilo" quanto ao pedido do Partido Novo, que solicitou investigação por parte do Ministério Público sobre a doação de terreno do Governo do Rio Grande do Sul para o clube. Conforme a bancada, há uma discrepância na ordem de R$ 40 milhões entre as avaliações feitas pelo Estado e pelo Colorado.

De acordo com Medeiros, o clube vê a peça como um "ato jurídico perfeito e acabado". Na avaliação do clube, há uma "grenalização" da discussão. O dirigente lembrou que o Grêmio também recebeu um terreno do governo do Estado para a construção de seu CT, e que a área em Guaíba deverá ter valorização. "Nosso rival recebeu a área onde hoje está o Luiz Carvalho, inclusive menor, mas dentro de Porto Alegre", ponderou.

O líder do Partido Novo na Assembleia Legislativa, Fábio Ostermann, discorda da avaliação do presidente. Segundo ele, as "paixões clubísticas" da bancada não interferem na busca pelo crescimento da região metropolitana.


Em entrevista à Rádio Guaíba, o deputado reafirmou a posição do partido, ao citar a "discrepância" entre os valores de avaliação por parte do Governo do Estado e do clube, que supera os R$ 40 milhões. Segundo Ostermann, o partido buscou contato com a direção do Inter para esclarecimentos. No entanto, não foram dados, o que fez com que a bancada levasse o caso "às autoridades competentes", ao acionar o Ministério Público, onde o requerimento está em análise.