capa

Inter leva susto, mas vence Paysandu por 3 a 1 e leva boa vantagem para Belém

Com dois gols de Guerrero, Colorado foi superior em grande parte do confronto

Por
Correio do Povo

Guerrero marcou duas vezes na vitória do Inter por 3x1

publicidade

Praticando bom futebol e dominando grande parte do jogo, o Inter venceu o Paysandu por 3 a 1 na noite desta quinta-feira no estádio Beira-Rio. Nem mesmo o susto, com um gol de empate no início do segundo tempo, esmoreceu o time de Odair que conseguiu não apenas ganhar, mas também abrir uma boa vantagem no jogo de ida da Copa do Brasil. Os gols do Colorado foram marcados por Paolo Guerrero, aos 26 do primeiro tempo e 34 do segundo, e por Rodrigo Lindoso, aos 12 da etapa complementar. Micael, aos 3 minutos da etapa final, descontou para os visitantes. 

O confronto de volta diante do Paysandu ocorre na próxima quarta-feira, às 19h15min, no Mangueirão, em Belém. Para se classificar, o Inter pode até perder por um gol de diferença, que estará nas quartas de final. Agora, o Inter volta a campo pelo Campeonato Brasileiro. O adversário na sexta rodada é o Santos, na Vila Belmiro, no domingo, às 16h.

Inter domina no primeiro tempo 

Com D'Alessandro em campo, Odair Hellmann posicionou o time de maneira diferente a apresentada nos últimos jogos. Com o argentino centralizado e liberado da marcação, mais próximo a Guerrero, Nonato ganhou liberdade pelo lado esquerdo.

O Paysandu começou o jogo insistindo em investidas pelo lado esquerdo, com o lateral Bruno Colaço. Mas as melhores chances foram criadas pelo Inter. Aos 10 minutos, Nonato colocou bola em profundidade pela esquerda para Nico López, que bateu de canhota. A bola passou na frente do goleiro Mota, com perigo.

Aos 18, outra grande chance, desta vez dos pés de D'Alessandro. Em cobrança de falta, o argentino acertou a trave direita. A bola ainda voltou e bateu na cabeça do goleiro Mota antes de sair para escanteio. 

A pressão colorada logo se transformou em gol. Aos 26 minutos, os "gringos" começaram a resolver o confronto. D'Alessandro achou Nico López no lado direito da área, que rolou para Paolo Guerrero fuzilar para o fundo do gol e abrir o marcador. 

Dois minutos depois, Iago voltaria a marcar para o Inter. No entanto, lateral estava em posição irregular após cruzamento de Nico López. Flagrado pela equipe de arbitragem, o gol foi anulado corretamente. Mais tarde, aos 33, foi a vez de Diego Rosa marcar em posição irregular. Novamente, árbitros flagraram e invalidaram o que seria gol de empate do Paysandu. 

No final do primeiro tempo, outras duas chances coloradas para ampliar. Nas duas vezes, Nico López foi o protagonista. Na primeira, em ataque pela direita, ele cortou o zagueiro e bateu colocado. Mota evitou o que seria um golaço, espalmando para escanteio. Após a cobrança, nova finalização, que passou perto da trave esquerda.

Susto no início do segundo tempo 

Na segunda etapa, o Inter sofreu o baque logo no início. Finalmente funcionou a jogada com Bruno Colaço. O lateral cruzou para Micael, que venceu Victor Cuesta e subiu mais alto que o defensor para cabecear forte e empatar o confronto. 

O Inter sentiu o gol, e o Paysandu voltou a criar chances, sempre pelo lado esquerdo. Odair Hellmann trocou, sacando Zeca e passando Edenilson para a lateral. A mudança resultou em pressão colorada. Ela deu certo aos 12, após cobrança de escanteio aberta, Emerson Santos cabeceou para o centro da área e Rodrigo Lindoso, caindo, empurrou para o fundo do gol. 

Novamente à frente no placar, o Colorado voltou a ter tranquilidade. Assim, conseguiu exercer a mesma pressão feita na etapa inicial, mantendo a posse da bola no campo de ataque e criando chances de gol. 

Além da superioridade técnica, Inter se aproveitou do cansaço dos atletas adversários e empurrou ainda mais o Paysando para o seu campo. Após perder várias chances, inclusive com Rafael Sobis, que entrou na segunda etapa, Guerrero não desperdiçou: aos 34 minutos, o peruano subiu livre e cabeceou firme, encobrindo o goleiro, para fechar o placar e levar boa vantagem para Belém.   

Copa do Brasil 2019 - Oitavas de final

Inter 3
Marcelo Lomba; Zeca (Guilherme Parede), Emerson Santos, Victor Cuesta e Iago; Lindoso, Nonato, Edenilson, D'Alessandro (Rafael Sóbis) e Nico López (Sarrafiore); Guerrero. Técnico: Odair Hellmann

Paysandu 1
Mota; Bruno Oliveira, Micael, Victor Oliveira e Bruno Colaço; Anderson Uchoa, Jhony, Marcos Antônio, Thiago Primão (Thiago Luis); Nicolas (Paulo Henrique) e Diego Rosa (Vinicius Leite). Técnico: Leo Condé

Gols: Guerrero (26/1T; 34/2T) e Rodrigo Lindoso (12/2T); Micael (3/2T)
Arbitragem: Vinicius Gonçalves Dias Araújo (CBF/SP)
Cartões amarelos: Emerson Santos; Jhony
Local: Estádio Beira Rio, Porto Alegre (RS)
Público: 15.328 torcedores
Renda: R$ 467.910,00