Inter marca no fim, vence o Paysandu e avança para as quartas da Copa do Brasil
capa

Inter marca no fim, vence o Paysandu e avança para as quartas da Copa do Brasil

Guerrero anotou o oitavo gol em 12 jogos e acabou com seca fora de casa

Por
Correio do Povo

Guerrero marcou o gol da classificação em Belém, o primeiro fora do Beira-Rio

publicidade

O Inter venceu o Paysandu, por 1 a 0, no Mangueirão, e confirmou a vaga para as quartas de final da Copa do Brasil. A equipe de Odair Hellmann dominou as ações ofensivas, mas errou nas finalizações e só foi conseguir o gol da vitória aos 40 minutos do segundo tempo, na noite desta quarta-feira. O gol foi marcado após as entradas de D’Alessandro, que iniciou a jogada, e Sarrafiore, que serviu o peruano. Foi o oitavo de Guerrero em 12 jogos pelo Inter.

Apesar da vitória, o Colorado voltou a ter dificuldades na parte ofensiva. O próximo compromisso do Inter é no domingo, às 19h, contra o Avaí, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro.

As quartas de final da Copa do Brasil ocorrerão entre os dias 10 e 17 de julho, após  Copa América. Os confrontos serão definidos com um novo sorteio realizado pela CBF, no dia 7 de junho.

Primeiro tempo com domínio, mas com lentidão

O Inter dominou a posse de bola nos primeiros 45 minutos do jogo e procurou as laterais, em especial, com Uendel, para chegar até o ataque do Paysandu. No fim da etapa inicial, o Colorado tinha 68% do domínio da bola, mas apenas quatro chutes desviados, segundo dados do Footstats.

Logo a quatro minutos, os comandados de Odair Hellmann marcaram com Guerrero. Porém, o árbitro Marcelo de Souza anulou o lance. Nico López deu passe de calcanhar para o peruano, que ajeitou a bola dentro da área e chutou forte no ângulo esquerdo da meta de Mota, marcando um golaço, porém, a arbitragem pegou um impedimento do uruguaio no começo da jogada.

A segunda oportunidade ocorreu aos 16. Após cobrança de falta de Edenilson, Emerson Santos saltou mais alto que os marcadores e cabeceou perto do ângulo esquerdo de Mota. Aos 31, Parede chutou fraco e torto próximo ao poste esquerdo de Mota. Nos acréscimos, aos 47, Uendel aproveitou uma bola solta pelo goleiro, foi à linha de fundo e passou para Guerrero, que, fora da pequena área, chutou alto, com o goleiro caído.

Guerrero decide

Apesar dos times voltarem com as mesmas equipes, o Paysandu voltou pressionando o Colorado. Aos oito, Marcelo Lomba salvou duas finalizações que tinham a rede como alvo. Na primeira, Nicolas cabeceou sozinho e obrigou o goleiro a saltar para tapear a bola. No rebote, Tiago Luís chutou e, novamente, o arqueiro colorado fez a defesa.

A resposta veio aos dois minutos depois. Nico recebeu passe dentro da área, matou a bola e, com o corpo, tirou dois marcadores da jogada. Na sequência, chutou e obrigou Mota a fazer uma excelente defesa. Aos 16, Hellmann retirou Nico López e colocou Sarrafiore. Dois minutos depois, Bruno Oliveira fez falta dura em Parede e acabou expulso.

Aos 20, novamente, Mota salvou o Paysandu outra vez. Parede triangulou com Edenilson, invadiu a grande área e bateu, mas o goleiro paraense fez mais uma excelente defesa. Seis minutos depois, Parede deixou o gramado para a entrada de D’Alessandro. Aos 32, Bruno entrou na vaga de Uendel.

Guerrero definiu a vitória aos 40 minutos. D'Alessandro lançou Sarrafiore dentro da área, o argentino passou para Paolo Guerrero, que chutou com força a meia altura no canto esquerdo de Mota. Sem chances, carimbando a classificação colorada. 

Copa do Brasil 2019 - Oitavas de final

Paysandu 0
Mota; Bruno Oliveira, Micael, Victor Oliveira e Bruno Collaço; Caíque Oliveira; Vinícius Leite, Thiago Primão (Leandro Lima), Tiago Luís (Marco Antônio) e Nicolas; Paulo Rangel (Pimentinha).Técnico: Leandro Niehues.

Inter 1
Marcelo Lomba; Zeca, Emerson Santos, Víctor Cuesta, Uendel (Bruno); Rodrigo Lindoso, Edenilson, Nonato, Guilherme Parede (D’Alessandro), Nico López (Sarrafiore) e Paolo Guerrero. Técnico: Odair Hellmann.

Gols: Paolo Guerrero (40min/2ºT)
Cartões amarelos: Caíque Oliveira, Bruno Oliveira e Paulo Rangel (P) e Nonato e Nico López (I)
Cartões vermelhos: Bruno Oliveira (P)

Árbitro: Marcelo de Souza (PB)
Local: Estádio Mangueirão, em Belém (PA)