Inter oficializa Miguel Ángel Ramírez como novo técnico

Inter oficializa Miguel Ángel Ramírez como novo técnico

Espanhol assinou por dois anos com o Colorado

Correio do Povo

Inter anunciou contratação nesta terça-feira

publicidade

O Inter anunciou, nesta terça-feira, o espanhol Miguel Ángel Ramírez como seu novo técnico para as temporadas 2021 e 2022. O comandante, de apenas 36 anos, estava desde a segunda-feira em Porto Alegre e, após reuniões, assinou com o Colorado por dois anos. Ele chega ao estádio Beira-Rio com o auxiliar técnico Martín Anselmi, o preparador físico Cristóbal Fuentes e o analista de desempeno Luis Piedrahita

Ramírez será o responsável por suceder Abel Braga, que levou a equipe ao vice-campeonato brasileiro de 2020, com chances até os 51 minutos da última rodada. A contratação do espanhol é a primeira da gestão do presidente Alessandro Barcellos, que assumiu no dia 4 de janeiro, mas manteve Abel blindado para que o foco seguisse na disputa do Brasileirão. 

A escolha pelo jovem técnico passou pelo seu bom aproveitamento com atletas da base, especialmente no Independiente Del Valle, onde foi campeão da Sulamericana, em 2019. Ele começa seus trabalhos junto do grupo princial, que está em férias, na próxima segunda-feira. 

Nas redes sociais, o Inter divulgou a contratação de maneira bem-humorada. Miguel Ángel Ramírez é o primeiro espanhol da história a comandar o clube e o terceiro europeu a ocupar o cargo. 

Conheça a história de Miguel Ángel Ramírez

Miguel Ángel Ramírez Medina, 36 anos, é natural de Las Palmas, na Espanha. Nos 16 anos de profissão, o espanhol comandou apenas uma equipe profissional, o Independiente del Valle, do Equador. Antes havia trabalhado nas categorias de base do Las Palmas, Alavés e Aspire, do Catar.

Em junho de 2018, Ramírez foi contratado para ser o coordenador técnico da formação do Del Valle e quase um ano depois assumiu como treinador. O clube equatoriano tem como projeto de futebol investir pesado na base e utilizar muitos jovens na equipe principal. Foi desta forma que os equatorianos passaram de um 8 a 0 na Libertadores sub-20 em 2016 ao título da Copa Sul-Americana no ano passado.

Com Miguel Ángel, o Del Valle venceu o Unión Santa Fé, nos pênaltis, na primeira fase. Na segunda, superou o Universidad Católica por 7 a 3 na soma dos dois jogos. Para chegar ao título ainda tirou da disputa o Caracas-VEN, Independiente-ARG, Corinthians e pelo Cólon, da Argentina, na final, por 3 a 1.

No campeonato equatoriano 2019, o Independiente del Valle terminou na quinta colocação com 10 pontos a menos que o campeão Macará. Em 2020, terminou o primeiro turno na segunda colocação, a três pontos da LDU, e quando se despediu do clube ocupava a sexta colocação, a seis pontos do Barcelona.

Na Libertadores 2020, o Independiente del Valle classificou em segundo no grupo A, com 12 pontos. O Flamengo foi o primeiro colocado com 15. Porém, caiu para o Nacional-URU, nos pênaltis, após dois empates em 0 a 0. No final de dezembro, Ramírez deixou o Del Valle e, agora, assume o Inter. 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895