Inter projeta treino intenso neste final de semana para a estreia no Gauchão
patrocinado por

Inter projeta treino intenso neste final de semana para a estreia no Gauchão

Colorado deve ter trabalhos em dois turnos tanto no sábado como no domingo

Fabrício Falkowski

Estreia é contra o Juventude, no Alfredo Jaconi, às 16h, na quarta

publicidade

Depois de folgar nessa sexta-feira, o grupo colorado volta ao trabalho no final de semana com treinos em dois turnos tanto no sábado quanto no domingo. Não há mais tempo a perder. O “novo” Inter, agora sob o comando de Alexander Cacique Medina, estreia na temporada nesta quarta-feira, contra o Juventude, no estádio Alfredo Jaconi. Porém, tudo indica que as novidades estarão somente na casamata. Todo o time que deve começar o Gauchão como titular estava no Beira-Rio em 2021.

O técnico trabalha uma formação titular há pelo menos uma semana. Conforme relato dos dirigentes, os treinos técnicos e táticos ocorrem junto com os físicos, quase sempre com a presença da bola. Embora os jogadores sejam os mesmos, é esperada uma atitude diferente em campo. Medina pede mais movimentação, marcação alta e intensidade.

Veja Também

Segundo o vice de futebol, Emílio Papaléo Zin, a torcida já poderá perceber uma mudança desde o primeiro jogo. “Os torcedores, quando o Inter entrar em campo, vão sentir a diferença em termos de intensidade, na vontade e na disposição”, disse Papaléo, em entrevista ao CP.

Medina é adepto do 4-2-3-1. Usou esse esquema por três temporadas no Talleres, da Argentina, com bons resultados. Em Porto Alegre, porém, ressentese da falta de extremas, que a diretoria prometeu, mas ainda não entregou ao técnico. Por isso, vai testar as alternativas que dispõe no grupo, como Maurício e Gabriel Boschilia. Gustavo Maia também foi testado, mas deve começar como reserva.

Outra novidade é Heitor. Após a saída de Saravia e antes da chegada de um reforço para a posição, ele deve ganhar algumas partidas para mostrar que pode ficar com a vaga. Além dele, o Inter só tem Lucas Mazetti para a posição. Recuperado de uma lesão que o afastou do time na reta final do Brasileirão, Daniel volta ao time. “A gente precisa desse período de treinamentos pesados. O ano tem muitos jogos, muitas competições que a gente precisa chegar. Esse período é importante para todos nós”, afirma o goleiro.


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895