Inter quer que sócios banquem construção do CT de Guaíba

Inter quer que sócios banquem construção do CT de Guaíba

Clube precisa de aproximadamente R$ 70 milhões para construção da primeira fase

Por
Correio do Povo

Primeira fase da obra está orçada em R$ 70 milhões


publicidade

O Inter precisa de aproximadamente R$ 70 milhões para construir ao menos a primeira fase do Centro de Treinamento na área de mais de 700 mil metros quadrados em Guaíba. No momento, porém, não tem o dinheiro nem a perspectiva de tê-lo em curto ou médio prazo. Por isso, o clube planeja chamar os seus associados a participar do projeto. A ideia é convencê-los a bancar a construção do CT. 

O projeto é gestado pelo vice-presidente de negócios estratégicos, João Pedro Lamana Paiva. Ele encomendou uma pesquisa para medir se os associados teriam condições e disposição para pagar entre R$ 20 e R$ 30 mensalmente, além da quantia da mensalidade. “Acho que há boas chances de os associados participarem do projeto, como já fizeram com a construção do Beira-Rio lá na década de 1960. Mas quero ter certeza disso antes de apresentar o projeto ao Conselho de Administração”, observou João Pedro Lamana Paiva, que também coordena o projeto de reforma do Gigantinho, paralisado pela pandemia. 


O projeto do novo CT do Inter inclui a construção de até oito campos de futebol, um mini-estádio para 1,6 mil pessoas, um hotel para até 300 atletas e toda a infraestrutura necessária para os treinos de todas as categorias de base e grupo principal.