Inter sai na frente, mas cede empate para o Corinthians no Itaquerão

Inter sai na frente, mas cede empate para o Corinthians no Itaquerão

Colorado abriu o placar no primeiro tempo, em cobrança de pênalti de Edenilson, mas acabou sofrendo o gol de Jô no segundo tempo

Correio do Povo

Lateral esquerdo Paulo Victor fez a estreia no Inter contra o Corinthians, no Itaquerão

publicidade

O Inter empatou em 1 a 1 com o Corinthians, na noite deste sábado, no Itaquerão, em São Paulo. O Colorado voltou a ter uma atuação irregular, saiu na frente, mas não conseguiu manter o resultado e chegou ao quarto empate em nove jogos.

Edenilson abriu o placar em cobrança no primeiro tempo e Jô deixou tudo igual no segundo tempo. Com o resultado, o Colorado chegou aos 10 pontos e o Timão aos 11. Com isso, a equipe de Diego Aguirre dormirá na 14ª colocação e o time de Sylvinho na 10ª posição.

Na quarta-feira, o Inter recebe no estádio Beira-Rio o São Paulo, às 21h30min, pela 10ªrodada do Campeonato Brasileiro. Já o Corinthians enfrentará a Chapecoense, na quinta-feira, às 21h, na Arena Conda.

Edenilson abre o placar de pênalti

O técnico Diego Aguirre escalou um Inter alternativo, preservando o desgastado Patrick e promovendo a estreia do lateral esquerdo Paulo Victor, com Léo Borges atuando pela meia esquerda. Desde o começo do jogo, o Corinthians pressionou com Gustavo Mosquito pelo setor, que conseguiu criar boas jogadas.

Em uma postura de buscar os contra-ataques, o Colorado pouco criou nos primeiros 45 minutos e se defendia como podia para evitar a abertura do placar. Aos 28, Mosquito passou por Paulo Victor, cortou para o meio e chutou, a bola saiu pela linha de fundo, mas próximo ao poste direito de Daniel. Um minuto depois, Vitinho arriscou de fora da área e a bola passou rente ao travessão da meta colorada.

As duas chances criadas pelo Inter, uma com Yuri Alberto, aos 20, e uma por Juan Cuesta, outra novidade de Aguirre, haviam sido anuladas por impedimento. Aos 36, após cobrança de falta, Jô agarrou Cuesta dentro da área e o árbitro Marcelo de Lima Henrique marcou a penalidade.

Após três minutos de análise do Var, Edenilson foi autorizado a cobrar. Aos 40, o capitão do Inter cobrou no canto esquerdo, a meia altura e abriu o placar. Cássio foi na direção da bola e, por pouco, não fez a defesa. Três minutos depois, Vital cobrou falta próximo a meta de Daniel, mas mandou para fora, dando ao Inter a chance de descer para vestiário em vantagem. 

Inter cresce, sofre com os contra-ataques e Jô empata

Na volta para a segunda etapa, Aguirre retirou Leo Borges e Juan Cuesta para as entradas de Patrick e Johnny. As alterações tinham como objetivo impedir as jogadas de Mosquito pela esquerda defensiva e causar dificuldades no ataque pela esquerda.

As mudanças melhoraram a equipe defensivamente e, aos 14, por pouco, o Colorado não ampliou. Paulo Victor cruzou, Maurício ajeitou e Patrick, de dentro da área, chutou próximo ao poste direito de Cássio. Aos 17 e 19, Jô finalizou e Daniel fez duas boas defesas.

O Inter dominava as ações ofensivas, mas tinha dificuldades para criar chances de gols. Aos 35, Fábio Santos cruzou no primeiro poste, acompanhado de longe por Saravia, Luan se antecipou a Pedro Henrique e cabeceou. Daniel fez a defesa e, no rebote, Jô fez o gol de empate.

Na sequência, Aguirre Lucas Ribeiro e Vinícius Mello para as saídas de Saravia e Yuri Alberto. Aos 43, para gastar o tempo, Boschilia entrou na vaga de Maurício. Na reta final do jogo, o Corinthians voltou a pressionar. Aos 50, Araos chutou forte e Daniel fez excelente defesa, que impediu o segundo gol do adversário. Com isso, o jogo terminou empatado.

Campeonato Brasileiro - 9ª rodada

Corinthians (1)
Cássio; Fagner, João Victor, Gil e Fábio Santos; Cantillo, Roni (Araos) e Vitinho (Luan); Gustavo Mosquito (Marquinhos), Mateus Vital e Jô. Técnico: Sylvinho.

Inter (1)
Daniel; Saravia (Lucas Ribero), Pedro Henrique, Víctor Cuesta e Paulo Victor; Rodrigo Dourado, Edenilson, Maurício (Boschilia), Juan Cuesta (Johnny) e Leo Borges (Patrick); Yuri Alberto (Vinícius Mello). Técnico: Diego Aguirre.

Gols: Edenilson (40min/1ºT) & Jô (35min/2T)
Cartões amarelos: Roni e João Victor (C) & Cuesta (3°) e Edenilson (3°) (I)
Cartões vermelhos:

Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Auxiliares: Eduardo Gonçalves da Cruz (MS) e Márcia Bezerra Lopes Caetano (RO)
Árbitro do Var: Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ)

Local: Neo Química Arena, em São Paulo (SP)

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895