Inter sofre gol nos acréscimos e só empata com Red Bull Bragantino pelo Brasileirão

Inter sofre gol nos acréscimos e só empata com Red Bull Bragantino pelo Brasileirão

Placar de 1 a 1 impede aproximação maior com o G4

Nicholas Lyra

Inter sofreu empate no fim

publicidade

O Inter fazia o seu dever de casa até os 50 minutos da etapa final. Diante de mais de 11 mil torcedores, entretanto, sofreu empate nos acréscimos do Red Bull Bragantino e amargou o 1 a 1 na noite desta quinta-feira, no Beira-Rio, em confronto direto por vaga na Libertadores de 2022. Com o resultado, segue atrás do rival e ficou na 6ª posição, com 40 pontos, cinco a menos que o Fortaleza, primeiro no G4 do Brasileirão. O jogo era atrasado, válido pela 19ª rodada.

O gol do Inter foi marcado no primeiro tempo. Aos 38, Yuri Alberto fez belo trabalho de pivô e acionou Mauricio, livre, para fuzilar para as redes e definir a vitória do colorado. Nos acréscimos, Bruninho empatou. O Inter volta a campo no domingo, quando enfrenta o Corinthians, às 16h. A partida, válida pela 28ª rodada do Brasileirão, acontece no Beira-Rio.

Mauricio coloca o Colorado na frente

O técnico Diego Aguirre escalou a equipe com novidades, também por necessidade. Rodrigo Dourado sentiu desconforto e foi substituído por Johnny. Lindoso, por outro lado, era dúvida e acabou sendo confirmado entre os 11. Na zaga, o garoto Kaique Rocha foi o companheiro de Victor Cuesta. Voltando de lesão, o titular Bruno Méndez começou no banco.

O jogo começou truncado de parte a parte. As duas equipes tiveram dificuldades para chegar à frente e criar jogadas, mas o Inter foi quem mais pareceu encaixotado na marcação adversária nos primeiros 15 minutos. Tanto que, no período, apenas o Red Bull Bragantino finalizou, e apenas um chute fraco com Ramires.

A situação mudou aos 18 minutos, na primeira grande chance do Inter, que só não virou gol por conta do reflexo do goleiro, numa defesaça. Taison fez jogada pelo meio, invadiu a área e tentou finalizar. Ela sobrou à feição, na frente de Mauricio. O jogador finalizou no espaço curto, de trivela. Rápido na reação, Cleiton espalmou e evitou que o colorado abrisse o placar.

A etapa inicial até melhorou depois da primeira metade. O ritmo da arbitragem, que deixou o jogo correr, ajudou. A percentagem de bola rolando na primeira etapa esteve perto dos 75%. E o Red Bull Bragantino obrigou Lomba a fazer mais defesas. A mais perigosa aos 33 minutos, quando Helinho bateu colocado de fora da área e o goleiro do Inter precisou espalmar.

No entanto, aos 38 minutos, o Inter chegou ao gol. Após jogada pela direita, a bola chegou até Yuri Alberto, no meio. Ele fez o papel do pivô com muita qualidade e, na parede, de primeira, deu um tapa na bola buscando grande passe para Mauricio. Na cara do gol, ele fuzilou para estufar as redes de Cleiton e levar o colorado com vantagem de 1 a 0 ao intervalo.

Frustração no fim

Mesmo com a vantagem no placar, Aguirre, que já havia reclamado da sequência de jogos na chegada ao Beira-Rio, fez duas trocas no intervalo. Sacou o meia Patrick para a entrada do atacante Palacios, e fez uma alteração na mesma posição. Sacou o lateral esquerdo Moisés para a entrada de Paulo Victor.

Assim como aconteceu na primeira etapa, o meia Helinho, do Bragantino, encontrou muito espaço para construir suas jogadas, sendo o mais perigoso dos visitantes. Aos 10 minutos, ele levou vantagem mais uma vez e conseguiu espaço para finalizar. Ele limpou e bateu forte, rasteiro, obrigando Lomba a fazer mais uma boa defesa.

Como precisava se soltar para buscar a igualdade no placar, o jogo ficou mais franco, e as duas equipes passaram a finalizar mais. Enquanto o Bragantino chegava à frente especialmente com as finalizações de Cuello, o Inter respondia em velocidade pela esquerda, como na boa jogada de Paulo Victor, que por pouco não se transformou em gol.

O Red Bull Bragantino sentiu falta de seus desfalques, mas ocupou o campo do adversário nos minutos finais. Na base dos cruzamentos, a pressão no fim deu resultado. E contou com a colaboração do colorado, que cedeu contra-ataque aos 50 minutos. A trama foi de dois jogadores que entraram no segundo tempo: Alerrandro enfiou bola da esquerda para a segunda trave e Bruninho empatou, para definir o resultado de 1 a 1 e tirar a vitória do Inter no confronto direto por vaga na Libertadores.

Veja Também

Campeonato Brasileiro - jogo atrasado da 19ª rodada

Inter 1

Marcelo Lomba; Saravia, Kaique Rocha, Cuesta e Moisés (Paulo Victor); Johnny, Rodrigo Lindoso (Zé Gabriel), Patrick (Palacios), Mauricio (Caio Vidal) e Taison (Boschilia); Yuri Alberto. Técnico: Diego Aguirre 

Red Bull Bragantino 1

Cleiton; Aderlan, Fabricio Bruno, Leo Ortiz e Edimar; Emi Martínez (Luciano), Eric Ramires (Gonzalo) e Pedrinho (Alerrandro); Helinho, Cuello e Hurtado (Bruninho). Técnico: Mauricio Barbieri

Gols: Mauricio (38/1T) e Bruninho (50/2T);

Cartões amarelos: Bruno Mendez, Mauricio, Saravia, Zé Gabriel, Boschilia (Inter), Helinho, Aderlan e Mauricio Barbieri (Red Bull Bragantino)

Arbitragem: Marielson Alves Silva (BA)

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)

Data e hora: 21/10, às 20h

Público: 11.026 torcedores

Renda: R$ 428.732,00


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895