Inter tem confronto equilibrado com uruguaios em mata-matas da Libertadores
capa

Inter tem confronto equilibrado com uruguaios em mata-matas da Libertadores

Colorado venceu duas vezes e perdeu em duas oportunidades, uma na final para o Nacional

Por
Cristiano Munari

Inter enfrentou um clube uruguaio em mata-mata pela última vez em 2011

publicidade

O confronto entre Inter e Nacional nas oitavas de final da Libertadores da América indicado pelo sorteio da Conmebol dessa segunda-feira poderá ser visto como um tira-teima. Será a quinta vez que o Colorado vai enfrentar um uruguaio em mata-matas da competição. Até agora, o clube gaúcho venceu duas vezes e perdeu outras duas.

O primeiro e mais importante confronto do Inter contra equipes uruguaias em mata-matas da Libertadores foi justamente com o Nacional. Em 1980, os dois times decidiram o título do torneio com vantagem para os uruguaios. Após um 0 a 0 no Beira-Rio, “Bolso” venceu por 1 a 0 em Montevidéu e ficou com o título.

O Inter ficou nove anos sem jogar a Libertadores e reencontrou um uruguaio em mata-matas no seu retorno em 1989. Na ocasião, a equipe treinada por Abel Braga enfrentou o Peñarol e teve sucesso. O Colorado aplicou 6 a 2 no Beira-Rio e voltou a vencer no Uruguai, por 2 a 1, no confronto válido pelas oitavas de final.

 

Nacional no caminho do primeiro título

Inter e Nacional voltaram a se encontrar na Libertadores de 2006. Após se enfrentarem no mesmo grupo, os dois times foram adversários nas oitavas de final. Na ida, no Uruguai, o Colorado teve uma das vitórias mais importantes de sua história, uma virada de 2 a 1 com gols de Jorge Wagner e Renteria. Na volta, no Beira-Rio, um 0 a 0 polêmico serviu para o time de Abel Braga avançar às quartas e seguir rumo a sua primeira conquista da América. Os uruguaios deixaram Porto Alegre reclamando de dois gols anulados pelo árbitro paraguaio Carlos Torres.

Já bicampeão da América, o Inter teve a defesa do seu título de 2010 interrompida por um uruguaio. Como em 1989, o Colorado voltou a encarar o Peñarol nas oitavas de final de 2011, mas a história foi bem diferente. O primeiro jogo foi em Montevidéu, empate por 1 a 1. O Inter saiu vencendo no Beira-Rio com gol de Oscar, mas sofreu a virada no segundo tempo. O resultado de 2 a 1 classificou os uruguaios e deixou fora o time gaúcho então treinado por Paulo Roberto Falcão.

 

Os confrontos do Inter contra uruguaios em mata-matas da Libertadores:

 

1980 – Final

Inter 0 x 0 Nacional

Nacional 1 x 0 Inter

 

1989 – Oitavas

Inter 6 x 2 Peñarol

Peñarol 1 x 2 Inter

 

2006 - Oitavas

Nacional 1 x 2 Inter

Inter 0 x 0 Nacional

 

2011 – Oitavas

Peñarol 1 x 1 Inter

Inter 1 x 2 Peñarol