Inter tem Juan Pablo Vojvoda no radar para substituir Aguirre em 2022

Inter tem Juan Pablo Vojvoda no radar para substituir Aguirre em 2022

Direção colorada já fez contatos preliminares com o técnico do Fortaleza e gostou do que ouviu

Fabricio Falkowski

Treinador comanda boa campanha do Fortaleza no Brasileirão

publicidade

O Inter ainda viverá uma situação financeira delicada em 2022. Apesar de o projeto ser investir um pouco mais na construção do grupo, principalmente se conquistar uma vaga na Libertadores da América, o time colorado estará em desvantagem na comparação com outros concorrentes por títulos. Por isso, o clube procura um treinador que seja capaz de montar uma equipe competitiva mesmo trabalhando com um grupo menos abastecido tecnicamente. Ou seja, busca um profissional que faça mais e conquiste resultados com menos recursos. E aí que entra a simpatia por Juan Pablo Vojvoda, que comanda o Fortaleza em uma surpreendente campanha no atual Campeonato Brasileiro.

Por enquanto, emissários colorados apenas entraram em contato com o Vojvoda para uma conversa preliminar. Houve simpatia mútua. O Inter poderia oferecer um contrato longo, possivelmente de dois anos – até o final da gestão de Alessandro Barcellos, em dezembro de 2023. Teria que pagar uma multa ao Fortaleza, já que o clube tem uma cláusula de renovação automática do contrato, que será acionada em dezembro para mais 12 meses. Porém, nenhuma conversa vai avançar antes da última rodada do Campeonato Brasileiro, que será disputada na semana que vem, tanto por respeito ao atual empregador do técnico, quanto por ele acreditar que o Inter não deve ser o único clube a lhe oferecer um projeto para 2022. 

O interesse pelo argentino advém justamente pelo bom trabalho no Fortaleza que, apesar de ter uma das folhas de pagamento mais baixas do Brasileirão (de cerca de R$ 3,5 milhões), luta por uma vaga direta na fase de grupos da Libertadores. O Inter, que gasta mais que o dobro (cerca de R$ 8,5 milhões), está atrás na tabela de classificação e, no enfrentamento direto, leva desvantagem: no primeiro turno, foi goleado por 5 a 1 e, no Beira-Rio, devolveu uma vitória magra, por 1 a 0. Ou seja, pelo menos em princípio, Vojvoda conseguiu tirar rendimento de um Fortaleza menos aparelhado na comparação com o próprio Inter.

Vojvoda foi contratado pelo Fortaleza em maio. Ou seja, não pode nem participar mais ativamente da formação do grupo. Antes, trabalhou no Unión La Calera, do Chile, onde ajudou o clube ficar em segundo lugar no campeonato nacional de 2020, a melhor campanha da sua história, e em outros clubes argentinos. Como jogador, foi um zagueiro sem grande destaque, passando por clubes menores da Argentina e também da Espanha.

Vojvoda, entretanto, não é a única opção. O clube também analisa o nome do também argentino Sebastián Beccacece, do Defensa y Justicia. Roger Machado, atualmente desempregado, tem a simpatia dos dirigentes colorados, apesar de sua ligação com o Grêmio. A ideia é, independentemente do técnico que será escolhido, buscar impor um tipo de futebol mais propositivo, cumprindo uma promessa de campanha do presidente Alessandro Barcellos. Nada, entretanto, será definido antes dos últimos dois jogos do Inter no Brasileirão, ambos sob o comando de Diego Aguirre.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895