capa

Inter usará semana livre para recuperar atletas lesionados

Rodrigo Dourado se recupera de entorse no joelho

Por
Correio do Povo

Dourado ainda se recupera de uma entorse no joelho esquerdo

publicidade

Com a semana livre sem jogos – a única até a Copa América, o Inter foca em recuperar jogadores lesionados e tentar prevenir que outros se machuquem. A ausência mais sentida é a do capitão Rodrigo Dourado, que voltou a desfalcar o time contra o Cruzeiro. O problema é o mesmo que o tirou da primeira final do Gauchão: entorse no joelho esquerdo sofrido contra o Palestino, em 9 de abril. Desde então, ele tem jogado uma partida e ficado fora da seguinte. Depois de enfrentar o River, voltou a sentir dores. A tendência é que, a partir de agora, foque no tratamento e passe um tempo fora. 

• Grêmio enfrenta o Libertad-PAR e Inter o Nacional-URU nas oitavas da Libertadores

“Queremos o Rodrigo da melhor forma possível. Estamos conversando com todos e vamos sentar para tomar uma decisão. Ele está fazendo um esforço tremendo, até fora do normal, para jogar. Essa falta de treinos e essa dificuldade após os jogos precisa ser avaliada”, disse Odair Hellmann.

Depois de um intervalo de 25 dias com sete jogos, cinco pelo Brasileirão e dois pela Copa do Brasil, começando contra o CSA, domingo, o Inter ficará sem entrar em campo de 12 de junho a 14 de julho. O período será aproveitado para aprimorar a parte física. Por enquanto, o controle que se pode fazer é poupar jogadores.

“O sinal de alerta está ligado para todos”, afirmou o preparador físico Cristiano Nunes à Rádio Guaíba. “Existe um controle muito grande e avaliações diárias, que vão além do exame de sangue. Por exemplo, tivemos que poupar o Paolo Guerrero contra o River por causa de dores no tornozelo esquerdo, dores articulares e uma alta quantidade de CK (creatina no sangue). Esse controle acontece com todo mundo e aí você tira determinado jogador de uma atividade ou jogo para que depois ele possa dar a resposta necessária”, explicou.