Inter vence o Atlético-GO por 2 a 1 e larga em vantagem na Copa do Brasil

Inter vence o Atlético-GO por 2 a 1 e larga em vantagem na Copa do Brasil

Jogando fora de casa e com reservas, equipe de Eduardo Coudet avança às quartas de final com um empate no jogo de volta

Correio do Povo

Moisés marcou na vitória do Inter sobre o Atlético-GO por 2 a 1

publicidade

O foco do Inter pode até estar no Campeonato Brasileiro. No entanto, o time reserva não decepcionou. Longe disso. Na noite desta quarta-feira, foi superior ao Atlético-GO e abriu vantagem no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, ao vencer por 2 a 1 no Estádio Olímpico de Goiânia, nesta quarta-feira. O resultado aproxima o time gaúcho da próxima fase da competição. 

Na etapa inicial, o Inter pressionou e abriu o placar logo aos 12 minutos, com Leandro Fernández. Já no segundo tempo, Moisés marcou o 2 a 0. De pênalti, Jean marcou no final para o Atlético-GO.

Com o resultado, o Inter fica perto das quartas de final, podendo empatar para avançar na Copa do Brasil. O jogo de volta acontece na próxima terça-feira, 21h30min, no Beira-Rio. Pelo Brasileirão, o próximo compromisso é contra o Corinthians, no sábado, às 19h, na Neo Química Arena, pela 19ª rodada.

Reservas começam forte e saem na frente

O Inter entrou em campo com uma equipe praticamente reserva, visando o confronto contra o Corinthians, pelo Brasileirão. Principal nome do clube no ano, Thiago Galhardo, com desgaste físico, foi poupado. Assim, Coudet deu chances a outros jogadores. No meio, a volta de Musto para a volância, com Nonato e Marcos Guilherme na linha mais adiantada. Já no ataque, a dupla foi formada por Leandro Fernández e William Pottker. 

O Inter começou o jogo controlando a posse da bola e chegando ao ataque, especialmente pelo lado esquerdo, com Moisés. As primeiras duas finalizações perigosas foram em cruzamentos do lateral. Primeiro, Pottker cabeceou à direita de Jean. Depois, em bola escorada curta por Nonato, Marcos Guilherme finalizou colocado, também levando perigo ao gol do Atlético-GO.

Mas se o Inter investia pela esquerda, a abertura do placar foi construída pela direita. Marcos Guilherme recebeu bola em profundidade, com espaço, após falha na marcação do lateral Nícolas. Ele levantou na cabeça de Leandro Fernández, que só teve o trabalho de cumprimentar para as redes, fazendo 1 a 0 merecido para o Inter em Goiânia, aos 12 minutos.

Mesmo sendo dominado, o Atlético-GO teve boa chance de empatar aos 25 minutos. Janderson recebeu bola enfiada dentro da área e saiu na cara de Marcelo Lomba. Ele limpou a marcação, saltou sobre o goleiro e dobrou os joelhos. O árbitro chegou a marcar pênalti, alegando toque do goleiro no jogador. Porém, ao rever o lance no VAR, ficou claro que o jogador saltou, e o pênalti foi retirado.

O Atlético-GO melhorou após o lance. O Inter reduziu a pegada e os donos da casa ficaram mais com a bola, chegando especialmente em bolas paradas, já que o Inter abusou das faltas laterais, dando chances do adversário cruzar na área. Apesar disso, não foram criadas chances claras de gol, e a partida foi ao intervalo com o placar em 1 a 0 para o Colorado.

Inter amplia, mas sofre gol no fim

O segundo tempo começou mais brigado e, por consequência, mais faltoso. As disputas no meio campo aumentaram, e o jogo ficou mais truncado nos primeiros minutos. A primeira chance foi do Atlético-GO. Aos 10, Nícolas suspendeu bola com categoria da entrada da área buscando o comando de ataque. Ela chegou até Yuri, que conseguiu cabecear mesmo cercado por dois defensores do Inter. Para sorte de Marcelo Lomba, a bola passou ao lado da trave esquerda do goleiro.

Mesmo com a melhora do adversário, foi o Inter quem chegou ao segundo gol. O lateral Moisés fez boa tabela com Leandro Fernández, na entrada da área. Ele infiltrou e recebeu em boa condição, na cara do goleiro Jean. Com a perna esquerda, chutou colocado, e viu ela bater no pé da trave direita antes de entrar em 2 a 0 a favor do Inter. 

Com boa vantagem no placar, o técnico Eduardo Coudet viu o Inter controlar o jogo. Para isso, também se utilizou de peças importantes, como D’Alessandro e os titulares Edenílson, Patrick e Abel Hernández. 

Aos poucos, o desgaste pesou para as duas equipes, e o jogo caiu de produção. O Inter passou a explorar as jogadas em velocidade, já que os donos da casa cediam espaços em busca de um gol de desconto. A pressão do Atlético-GO deu certo já nos acréscimos. Aos 45, pênalti para o Dragão, convertido pelo goleiro Jean. Apesar do gol, o Inter conseguiu garantir a vantagem para Porto Alegre e joga por empate para ir às quartas da Copa do Brasil. 

Oitavas de final da Copa do Brasil - jogo de ida

Atlético-GO 1

Jean; Luan (Gilvan), João Vitor, Eder e Nicolas; Gabriel, William Maranhão (Wellington Rato) e Chico; Janderson (Matheuzinho), Matheus Vargas (Oliveira) e Hyuri (Junior Brandão). Técnico: Eduardo Souza

Inter  2

Marcelo Lomba; Rodinei, Pedro Henrique, Victor Cuesta e Moisés; Musto, Marcos Guilherme (Patrick), Nonato (Peglow) e Praxedes (Edenílson); Leandro Fernandez (Abel Hernández) e Pottker (D'Alessandro). Técnico: Eduardo Coudet.

Gols: Leandro Fernandez (12/1T), Moisés (15/2T); Jean (45/2T)
Cartões amarelos: Janderson e João Victor (Atlético-GO); Moisés, Patrick e Edenílson (Inter)
Arbitragem: Marcelo de Lima Henrique 
Local: Estádio Olímpico, Goiânia (GO)
 

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895