Loss admite "interferência emocional" no Inter, mas evita comentar expulsões

Loss admite "interferência emocional" no Inter, mas evita comentar expulsões

Colorado sofreu com cartão vermelho para um zagueiro pelo terceiro jogo consecutivo

Correio do Povo

Osmar Loss comandou o time na vitória por 1 a 0 sobre o Bahia

publicidade

O técnico Osmar Loss admitiu "interferência emocional" no Inter, após os resultados negativos que levaram à demissão do técnico Miguel Angel Ramírez. No entanto, evitou comentar mais uma expulsão, desta vez na noite deste domingo, na vitória por 1 a 0 fora de casa sobre o Bahia

O interino citou a temporada passada, na qual a equipe brigou até o fim pelo título Brasileiro, como exemplo do desgaste mental do grupo. Mas admitiu que os jogadores "reconhecem sua parcela" de responsabilidade. "Não temos tempo para respirar. Somos seres humanos que se sentem pressionados quando o momento não é bom. Mas eles sabem o que fazer dentro de campo", frisou. 

Questionado sobre mais uma expulsão, a terceira de um zagueiro em três jogos seguidos, Loss evitou entrar em detalhes. "Sabemos que o mental interfere. Temos trabalhado, vamos agir para minimizar isso o mais rápido possível", destacou.

O Inter volta a campo para enfrentar o Atlético-MG, na quarta-feira, às 19h. A partida, válida pela quarta rodada do Brasileirão, acontece no Beira-Rio.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895