Medeiros aguarda contraprova de exame de Covid-19
capa

Medeiros aguarda contraprova de exame de Covid-19

Resultado preliminar deu negativo para o presidente do Inter

Por
Correio do Povo

Marcelo Medeiros tem suspeita de Covid-19

publicidade

O flagelo do coronavírus desembarcou com força no futebol. Além da paralisação de todas as mais importantes competições do Brasil e do mundo, mudando a rotina de praticamente todos os clubes do país, há alguns personagens importantes que já foram diagnosticados com a doença ou vivem o suspense de um diagnóstico. É o caso do presidente colorado Marcelo Medeiros, que sentiu-se mal no domingo e foi a um hospital fazer exames. O resultado preliminar deu negativo, mas a contraprova será analisada nas próximas horas.

“Talvez seja consequência de uma rotina de trabalho grande. Pode ser um resfriado, mas não quero colocar a vida de alguém em risco. Por isso, é bom ficar atento”, afirmou Medeiros, em entrevista à Rádio Guaíba, ontem. À tarde, a assessoria de imprensa do clube confirmou que o colorado aguarda o resultado da contraprova e que, até lá, ficará guardando resguardo em casa.

Enquanto isso, o dia a dia no Inter se alterou. Aproximadamente 70% dos funcionários foram liberados para trabalhar em casa. No futebol, os jogadores retomam os treinamentos hoje, após a vitória sobre o São José, mas podem interromper definitivamente as atividades na sexta-feira, quando a Conmebol deve pronunciar-se sobre o futuro da disputa da Libertadores. Porém, todas as categorias de base e escolinhas já estão em recesso.

O Grêmio também terá hoje a reapresentação dos seus atletas. O clube manterá o treinamento do grupo profissional, mas vai criar um protocolo de comportamento para jogadores e funcionários com recomendações de higiene, alimentação e cuidados pessoais. O acesso ao CT Luiz Carvalho será restrito. Familiares dos atletas e conselheiros do clube, por exemplo, não poderão ingressar no CT. 

“A nossa preocupação é que a Conmebol suspendeu a Libertadores entre os dias 15 e 21. Enquanto não tiver novos desdobramentos, nós temos que estar preparados para possíveis jogos da competição”, justifica o vice de futebol do Grêmio, Paulo Luz. Quando a entidade sul-americana postergar a suspensão das partidas, o clube irá reexaminar a continuidade dos treinamentos. “Não dá para prever absolutamente nada, vamos aguardar e avaliar os cenários”, acrescenta o presidente Romildo Bolzan Júnior. Os atletas da base do Grêmio foram dispensados, inicialmente, por 15 dias.