Problemas e alternativas para Diego Aguirre no Inter

Problemas e alternativas para Diego Aguirre no Inter

Sem Taison, lesionado pela segunda vez desde o seu retorno ao Inter, técnico estuda diferentes opções de reposição

Fabricio Falkowski

Diego Aguirre não contará com Taison na partida contra o Sport

publicidade

Diego Aguirre não contará com Taison na partida contra o Sport. O meia sofreu uma lesão muscular na coxa direita, a segunda desde que voltou ao Beira-Rio, e demorará um pouco mais a ficar à disposição outra vez. Diante da ausência daquele que, apesar de atrapalhado pelos problemas físicos, tem sido um dos principais jogadores do time, apresentam-se algumas alternativas para montar o setor ofensivo colorado para a próxima e possivelmente mais uma outra rodada do Campeonato Brasileiro.

A principal é Maurício. O meia também acaba de recuperar-se de uma lesão muscular, mas já ganhou alguns minutos em campo no empate com o Atlético Goianiense, há dez dias. Agora, está ainda melhor fisicamente e, em termos de características, é o mais semelhante ao titular. Por este aspecto, seria a opção menos traumática para o resto da equipe, já que outras peças não precisariam ser rearranjadas. Seria uma troca simples.

Veja Também

Mas há outras alternativas. Guerrero, por exemplo, voltou a treinar ontem com o grupo após um tempo com a seleção peruana. Apesar de ser centroavante de área, poderia compor o ataque com Yuri Alberto, com este último ocupando o corredor. Com eles juntos, também seria possível montar um ataque com dois centroavantes de área, mais ou menos como Eduardo Coudet gostava de fazer.

O próprio Aguirre afirmou, em entrevista, que cogita essa possibilidade. “Eles podem jogar juntos perfeitamente. São jogadores que se complementam”, afirmou o técnico, no final de agosto. “O Paolo é um jogador muito bom, que está tendo mais minutos. Pode jogar, sim, com Yuri”, confirmou o uruguaio.

Até o recém-chegado Gustavo Maia, de 19 anos, contratado do Barcelona B, pode aparecer, embora essa seja uma hipótese remota no momento. O jogador ainda está em fase de ambientação e deve começar a ser utilizado aos poucos. Boschilia é uma alternativa mais viável, mas também está atrás de Maurício na fila. Não há pressa para contar com Taison outra vez. Apesar de sua importância para o time, a comissão técnica trabalhará a volta do jogador com cautela para evitar novos problemas. Desde que fez sua reestreia pelo Inter, no início de maio, ele já sofreu duas lesões musculares, ambas na perna direita, e marcou apenas um gol. A sua recuperação tem sido exemplar, mas nenhuma etapa será antecipada


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895