Queda de aproveitamento no 2º turno ameaça vaga do Inter
capa

Queda de aproveitamento no 2º turno ameaça vaga do Inter

Índice de quase 58% nas primeiras 19 rodadas agora é de apenas 37,5% nos 16 jogos do returno

Por
Correio do Povo

Derrota para o Goiás, na quarta-feira, dificultou busca pela vaga direta na Libertadores

publicidade

Após um bom começo de ano, com boa campanha no primeiro turno do Brasileirão, o Inter viu os últimos meses se desenrolarem de forma conturbada. Com a perda da Copa do Brasil para o Athletico-PR, a equipe desabou mentalmente, o que culminou com a queda de Odair Hellmann e a contratação de Zé Ricardo. Além disso, houve piora significativa nas atuações. Isso refletiu diretamente no desempenho. O aproveitamento despencou no Brasileirão e, com isso, a vaga na Libertadores passou a ficar seriamente ameaçada.

Sob o comando de Odair Hellmann, o Inter encerrou o primeiro turno na 4ª colocação, com 33 pontos conquistados. A boa campanha, pouco antes de iniciar os confrontos diante dos paranaenses na final nacional, deixou o Inter com 57,8% na metade da competição. Em casa, o Inter também tinha grandes números: invicto com oito vitórias em 10 jogos, somou quase 87% de aproveitamento.

No entanto, os números despencaram. Na classificação simbólica do returno, o Inter tem apenas a 12ª melhor campanha, com 37,5% de aproveitamento em 16 jogos. São quatro vitórias, seis empates e seis derrotas. Em casa, os números são ainda mais preocupantes se comparados às primeiras 19 rodadas. O Colorado soma 41,6% de aproveitamento, com apenas duas vitórias em oito jogos no Beira Rio.

Para piorar, todos os concorrentes diretos do Inter na briga pela vaga à Libertadores estão na frente na tabela simbólica de classificação do segundo turno. O Goiás, que vem de uma arrancada sob o comando de Ney Franco, é o melhor colocado. Ocupa a 6ª posição, com 58% de aproveitamento.

Ainda que irregular, a campanha do São Paulo na segunda metade do campeonato é superior à do Inter. O Tricolor do Morumbi conquistou 25 pontos nas 16 partidas, garantindo um aproveitamento de 52%. Por fim, o Corinthians é o mais próximo, mas ainda assim na dianteira em relação ao Colorado: ocupa a 11ª posição, com 21 pontos ganhos e 44% de aproveitamento.

As três rodadas finais

O Inter ainda tem três jogos para tentar garantir a classificação para a Libertadores. Enfrenta Botafogo e São Paulo fora de casa, e encerra a participação no Brasileirão diante do Atlético-MG, no Beira-Rio. No primeiro turno, derrota para o Goiás fora de casa, e duas vitórias diante dos demais adversários.

Nas últimas três rodadas, o Goiás encara o Fortaleza em casa, o Palmeiras fora e fecha o Brasileirão diante do Grêmio, no Serra Dourada. Já o São Paulo enfrenta o Grêmio, na Arena, recebe o Inter no Morumbi e termina o campeonato em Alagoas, diante do CSA.

O primeiro dos três compromissos finais é contra o Botafogo, neste sábado, às 19h, no Engenhão. Na classificação geral, o Colorado é 8º colocado, com 51 pontos e, no momento, estaria classificado para a Pré-Libertadores do ano que vem.

O desempenho do Inter rodada por rodada no Brasileirão 2019: