Ramírez defende modelo de jogo do Inter, mas lembra: “Leva tempo”

Ramírez defende modelo de jogo do Inter, mas lembra: “Leva tempo”

Apesar do placar magro, técnico elogiou equipe após a vitória no Paraguai

Correio do Povo

Ramírez defende modelo de jogo do Inter, mas lembra: “Leva tempo”

publicidade

Técnico do Inter, Miguel Ángel Ramírez fez uma defesa do modelo de jogo que busca implementar na equipe colorada. Após a vitória por 1 a 0 sobre o Olimpia nesta quinta-feira, ele salientou que é algo que leva tempo a ser aplicado, o que, reconheceu, não tem. 

“Esse modelo de jogo é efetivo se joga a 100%, de interpretação e execução”, afirmou. “É um modelo que não pede uma coisa, nem duas. Pede muitas. E vem de um modelo totalmente distinto. E aí que leva tempo e também derrotas. Derrotas para perder esse medo e tentar de novo”, acrescentou, antes de ponderar: “Aqui não podemos. Não temos nem tempo, nem podemos ter derrota. Então, isso é complicado, pela urgência de ganhar, por ter partidas a cada três dias”.

Veja Também

Para tentar contornar a situação, Ramírez garantiu que faz todo um trabalho extracampo, como reuniões e apresentação de vídeos. “Para acelerar o processo.”

A execução nesta quinta, apesar do placar magro, agradou ao espanhol. “Trabalhamos muito bem e tivemos paciência para encontrar os espaços e caminhos”, elogiou ele, mesmo admitindo que o gol demorou a sair – apenas aos 37 do segundo tempo. “Acho que estávamos fazendo tudo muito bem, como havíamos planejado. Tivemos chances de fazer um resultado maior. Mas fomos fiéis ao plano de jogo e fizemos o que tinha que fazer, que era ganhar”, ressaltou. “Sabíamos que Olimpia ia a guerra em casa até o final.”

Vencer no Paraguai significou ao Inter se não a classificação, uma ampla vantagem. O time colorado lidera o Grupo B com os mesmos nove pontos do Deportivo Táchira – Always Ready e Olimpia têm seis –, mas com um confortável saldo de sete gols. Mesmo assim, Ramírez disse que o grupo não se sente classificado e que irá buscar confirmar o primeiro lugar: “Temos que ganhar em casa para classificar e ser os primeiros, que é o que buscamos”, enfatizou.

O Inter fecha a participação na primeira fase na próxima quarta-feira, quando recebe o Always Ready. Antes a equipe colorada tem pela frente o Gre-Nal da final do Gauchão, na Arena, em que precisa vencer por dois gols de diferença para ficar com o título no tempo normal.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895