Ramírez volta a criticar calendário e vê Inter abaixo do ideal em termos físicos

Ramírez volta a criticar calendário e vê Inter abaixo do ideal em termos físicos

Treinador também pediu paciência com os jogadores jovens do plantel

Correio do Povo

Miguel Ángel Ramírez vê Inter abaixo do ideal fisicamente

publicidade

O técnico do Inter, Miguel Ángel Ramírez, voltou a criticar o calendário do futebol brasileiro e ainda vê o Inter abaixo do ideal em termos físicos. Na noite desta quinta-feira, a equipe bateu o Vitória por 1 a 0 no jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil.

Veja Também

O Inter sofreu com a marcação no primeiro tempo e pareceu cansar na etapa final. Ramírez atribuiu a uma "carga alta de partidas", resultando em queda de recuperação da capacidade física. "Calendário é carregado, o que prejudica o espetáculo. Não houve pré-temporada, em um ritmo intenso de jogos em sequência", desabafou.

O treinador também pediu paciência com os mais jovens. Exemplificou utilizando a necessidade de rodar o elenco e elogiou a atuação de Johnny, titular na noite desta quinta-feira. "É muito complicado. Eles precisam ter confiança para desenvolver o futebol", frisou.

Ele também atribuiu à "falta de sorte" os gols perdidos pelo time, com uma alta produção ofensiva na criação, especialmente nos jogos da Libertadores. "Estamos trabalhando no último terço. É o fator sorte", resumiu.

O Inter joga por um empate na quinta-feira que vem, às 21h30min, no Beira-Rio, diante do Vitória, para garantir vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil. Antes disso, enfrenta o Fortaleza, no domingo, às 16h, na Arena Castelão, em jogo válido pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895