Sobis projeta "melhor Inter possível" para o clássico Gre-Nal
capa

Sobis projeta "melhor Inter possível" para o clássico Gre-Nal

Ao se referir ao desgaste do grupo, atacante colorado destacou que jogadores em melhor condição física entrarão em campo

Por
Correio do Povo

Sobis alertou para questão física durante sequência de jogos

publicidade

O atacante Rafael Sobis espera o melhor Inter possível no clássico Gre-Nal 421, que será realizado no Beira Rio, neste sábado, às 19h. Por conta da sequência das equipes em Copa do Brasil e Libertadores, tendência é que jogo válido pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro seja disputado por times alternativos da Dupla.

Ao citar o desgaste em meio a jogos decisivos a cada três dias, o atacante disse que é preciso se adaptar ao calendário. Diante dos problemas, afirmou que espera o “melhor Inter possível” em campo, conforme for permitido pelo aspecto físico. “Há o desgaste, a sequência de jogos. Temos que conversar, há uma equipe qualificada para avaliar cada jogador, e que vai indicar quem pode entrar em campo”, comentou.

Na avaliação do atacante, a vontade de vencer não será alterada, mesmo em caso de uso de reservas. Para exemplificar, citou o clássico jogado com reservas no Campeonato Gaúcho, que terminou com vitória do Grêmio por 1 a 0. “Foi duro, forte, bem ao nosso estilo. Amanhã vai ser assim de novo, independente de quem entrar em campo”, projetou.

A importância histórica do Clássico Gre-Nal também foi citada pelo atacante. Um dos mais antigos do Brasil, completou 110 anos nesta semana. “É um jogo muito importante. É o maior clássico do Brasil”, resumiu o atacante, que, no país, também atuou no futebol carioca e no mineiro.

VAR como “bengala”

As polêmicas com o VAR do confronto com o Palmeiras ainda foram questionadas. Sobis pediu mais velocidade às decisões e avaliou como justas a maioria das decisões de maneira geral, à exceção do lance do segundo gol do Inter, anulado contra o Palmeiras de forma equivocada, na visão do atacante. "Os juízes estão usando isso como uma bengala. O VAR acabou se tornando protagonista, e não deveria ser assim", alertou.

O jogador também não economizou nos elogios ao rival. Citou o bom momento vivido pelo Grêmio e os títulos conquistados nos últimos anos. “É um time que toca muito bem a bola, e sabe brigar quando é preciso. Vamos entrar da melhor forma possível para vencer e seguir brigando lá em cima”, projetou.