capa

Wellington Silva exalta disputa no Inter: “É muita gente para pouca posição”

Atacante acredita que lesão no início do ano o atrapalhou na disputa por titularidade

Por
Correio do Povo

Wellington Silva ressaltou boa disputa dentro da equipe para um lugar no time

publicidade

O técnico Odair Hellmann está com um bom problema para o ataque do Inter. Essa é a opinião do atacante Wellington Silva, que vê concorrência forte no setor. "É muita gente para pouca posição. A briga é muito boa. A gente fica feliz de ter um elenco assim. O técnico fica com a cabeça cheia", exaltou o atleta, em entrevista coletiva nesta sexta-feira. "Todo mundo quer jogar, mas respeitamos os nossos companheiros. A gente dá o nosso melhor nos treinos e corresponder quando tem oportunidade", complementou. 

O atacante lamentou que uma lesão no tornozelo o tenha deixado de fora neste início de temporada do Inter. "Isso dificultou um pouco porque perdi espaço e posição. Tinha outros nomes na minha frente. Mas tem que respeitar o tempo de cada um", disse ele, que destacou que está pronto para recuperar o tempo perdido. "Estou 100% e espero continuar evoluindo." 

Com dois jogos importantes pela frente, Wellington ressaltou que é impossível não estar ansioso pela partida contra o River Plate, pela Libertadores, na próxima quarta-feira. No entanto, ele reforçou que a equipe precisa ter foco, primeiramente, no primeiro duelo da semifinal do Gauchão, contra o Caxias, às 16h deste domingo. "É difícil tirar da cabeça, ainda mais para quem está passando por uma Libertadores pela primeira vez. A gente tem que pensar passo a passo. O Caxias tem uma grande equipe e vai dar muito trabalho. Temos que conciliar estes dois momentos. Sair com uma vitória no domingo e sair mais alegre para fazer um bom jogo na quarta", afirmou. 

O grupo colorado realiza um treino fechado neste sábado, na última atividade antes de encarar o Caxias.