Juventude vira para cima do Red Bull Bragantino e vence a primeira fora de casa
patrocinado por

Juventude vira para cima do Red Bull Bragantino e vence a primeira fora de casa

Verdão da Serra triunfou por 2 a 1 e se distanciou da zona de rebaixamento do Brasileirão

AE

Essa é a primeira vitória do Ju fora de casa no Brasileirão

publicidade

De olho numa vaga nas semifinais da Copa Sul-Americana, o Red Bull Bragantino optou por utilizar um time alternativo contra o Juventude, neste sábado à noite, no estádio Nabi Abi Chedid, pela 16.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Mas se deu mal. Até saiu na frente no primeiro tempo, porém, falhou muito na defesa e levou a virada do Verdão da Serra, por 2 a 1, na etapa final, com dois gols do veterano meio-campista Wagner.

Apesar da derrota ainda deixou o time paulista na quarta posição, com 28 pontos. O Ju, após conquistar sua primeira vitória fora de casa, atingiu os 19 pontos, ficando por enquanto em décimo lugar e longe da zona de rebaixamento.

Maurício Barbieri optou por escalar um time reserva do Bragantino, tendo em vista o jogo de volta das quartas de final pela Sul-Americana, marcado para a próxima terça-feira, de novo em Bragança Paulista (SP). Como venceu na Argentina por 4 a 3, agora o Bragantino pode perder até por um gol de diferença, desde que não seja por um placar acima de quatro gols.

O Juventude tentou surpreender no começo do jogo e quase que abre o placar no primeiro minuto. Paulinho Bóia desceu em diagonal pelo lado esquerdo e chutou no alto, exigindo que o goleiro Júlio César saltasse para espalmar. A bola entraria no ângulo.

Mas o time paulista mostrou muita eficiência, porque fez o gol na sua primeira chance aos oito minutos. O zagueiro Rafael Forster perdeu a bola na saída e rapidamente levou o contra-ataque. Alerrandro fez o trabalho de pivô na frente da área, ajeitando para o chute rasteiro de Helinho. O goleiro Marcelo Carné escorregou e demorou a ir na bola.

Depois do gol, o time da casa valorizou a posse de bola, como a esperar nova falha do visitante. O Juventude estava posicionado muito atrás, com lentidão para chegar ao ataque, restando apenas as jogadas individuais de Paulinho Boia.

No segundo tempo, o time gaúcho voltou com nova dinâmica, mesmo porque teria que tomar a iniciativa ofensiva. Teve mais volume de jogo e criou chances para empatar. O técnico Marquinhos Santos também trocou bem, tirando seus dois volantes para a entrada de dois jogadores de frente.

Aos 19 minutos, Ricardo Bueno aproveitou o escorregão de Haydar para invadir a área e chutar forte, mas Júlio César mandou a escanteio. Aos 22 minutos, Paulinho Bóia invadiu a área pela esquerda e na finalização enfrentou Júlio César que ganhou na dividida.

A defesa paulista continuou falhando e acabou sofrendo gols. O empate saiu aos 28 minutos, quando a defesa rebateu mal e Wagner pegou de primeira.

A virada aconteceu aos 32 minutos, noutra falha da defesa. O goleiro Júlio César se atrapalhou com Haydar já fora da área e a bola sobrou para Wagner bater por cobertura. A noite não era mesmo do time da casa que ainda reclamou de um pênalti no final, não marcado pela arbitragem.

Pelo Brasileirão, o Bragantino agora vai jogar contra o América-MG, na Arena Independência, no dia 23 (segunda-feira) às 20 horas, fechando a 17.ª rodada. O Juventude vai receber o Fortaleza, no próximo sábado, a partir das 21 horas, em Caxias do Sul.

Veja Também


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895