Lucas Ribeiro reclama da arbitragem após Inter ceder o empate ao Sport
patrocinado por

Lucas Ribeiro reclama da arbitragem após Inter ceder o empate ao Sport

Zagueiro criticou pênalti marcado em lance de Thiago Neves e gol anulado de Galhardo no final da partida

AE

"Dois erros da arbitragem e essa situação nos complica", Avaliou

publicidade

O zagueiro Lucas Ribeiro saiu de campo não furioso com o Inter por ter levado o empate do Sport, mesmo após ter aberto 2 a 0 no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre. Mas, sim, com a arbitragem do paulista Vinícius Gonçalves Dias Araújo. Para o defensor, mesmo não tendo certeza, ele errou em lances capitais neste domingo, na estreia do Campeonato Brasileiro.

"No segundo tempo, voltamos com a mesma postura que o professor pediu, mas infelizmente aconteceu o empate. Dois erros da arbitragem e essa situação nos complica. Pênalti que não foi e segundo lance, na minha visão, estava impedido. Vou ver no vestiário se estava. No final do jogo a bola não saiu, ele marcou tiro de meta antes. Mas agora é cabeça boa, focar na Copa do Brasil e Brasileiro. Sentimento triste, abriu 2 a 0, mas a equipe deles buscou. Mas tem muita coisa para acontecer ainda. Seguimos firme", avaliou o zagueiro.

O Inter levou gol dos veteranos Thiago Neves (em cobrança de pênalti) e André. O time colorado havia aberto o marcador com Edenílson (também de pênalti) e Rodrigo Lindoso. O resultado deixou o atual o vice-campeão nacional na 11.ª colocação com um ponto, enquanto que o Sport está em oitavo.

"Estou feliz em voltar a fazer gol. Isso é um grupo, quando ganha, ganha todos, e quando perde, perde todos. O importante é todo mundo estar em um só pensamento e isso acho que vai se repetir mais vezes no ano", disse Rodrigo Lindoso.

Na segunda rodada do Brasileirão, o Inter visitará o Fortaleza no domingo, às 16h, na Arena Castelão, em Fortaleza. Antes, contudo, na quinta-feira, enfrenta o Ceará pelo jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil.

 

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895