MP vai apurar incidente no Gre-Nal
capa

MP vai apurar incidente no Gre-Nal

Episódio ocorrido após o fim do jogo no Beira Rio teve repercussão nacional

Por
Correio do Povo

publicidade

O Ministério Público e a Polícia Civil vão investigar o incidente ocorrido no Beira Rio, ontem, após o empate em 1 a 1 no clássico. As autoridades também irão acionar os clubes para identificar vítimas e agressores, além de pedir providências de ambos.

Jogadores da dupla, como o uruguaio Nico López, do Inter, e o atacante Everton, do Grêmio, se solidarizaram com a torcedora agredida e o seu filho. “Se alguém conhece essa criança, por favor entrar em contato”, publicou Everton em uma rede social.

Entenda o caso 

Ao final da partida, um torcedora do Grêmio, acompanhada do filho – uma criança, fez um gesto de comemoração com uma camisa do Grêmio e acabou sendo agredida por uma torcedora colorada. A criança, chorando, tentou defender a mãe. Um segurança do Inter precisou intervir e conduziu a mulher e a criança até o lado externo do Beira-Rio. A camisa, que havia sido tirada das mãos da torcedora gremista, foi devolvida. 

O episódio teve enorme repercussão nacional. O presidente do Inter, Marcelo Medeiros, emitiu uma nota oficial dizendo que o clube está verificando as imagens e tomará as medidas cabíveis para eventuais punições. “No mínimo, não houve bom senso e compostura dos adultos envolvidos em preservar uma criança diante do momento”, diz um trecho da nota.